sexta-feira, 29 de junho de 2018

"Isto é Matemática"

3 comentários:

  1. Professor, gostaria que apresentasse o livro que se encontra à sua direita "Morte da Competência". Não sei de o mesmo explicará de forma aprofundada certas leis em que acredito, a saber:

    Princípio de Peter
    Numa hierarquia, todo o funcionário tende a subir até ao seu nível de incompetência.

    Corolários:
    1. Em devido tempo, todos os lugares tendem a ser ocupados por funcionários que são incompetentes para desempenharem as suas tarefas.

    2. O trabalho real é feito pelos funcionários que ainda não atingiram o seu nível de incompetência.

    Inversão de Peter
    A consistência interna é mas valorizada do que o serviço eficiente.

    Postulado oculto de Peter, segundo Godin:
    Todo o funcionário começa no seu nível de competência.

    Observação de Peter:
    A super-competência é mais de rejeitar do que a incompetência.

    Regra de Peter para a incompetência criativa:
    Crie a impressão de que já atingiu o seu nível de incompetência.

    Placebo de Peter:
    Um grama de imagem vale um quilo de desempenho.

    Estas preciosidades de filosofia laboral poderão ser lidas no livro de Arthur Bloch, "A Lei de Murphy", Coleção Papagaio Planeta

    Preciso de desenvolver mais o meu nível de incompetência para que possa ser valorizada e globalmente aceite. Mais alguma sugestão?

    ResponderEliminar
  2. Vi, com muito agrado, alguns dos episódios da série "Isto é Matemática" que passou na televisão. Mesmo que a Matemática fosse só "saber fazer contas" o seu lugar privilegiado entre as cIências do Homem estava garantido. Desde o pastor que conta o número de ovelhas do seu rebanho, passando pelo merceeiro que calcula o preço de 3,5 kg de batatas, até aos físicos que definem o metro como"o comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo durante um intervalo de tempo de 1/299 792 458 de segundo", todas estas pessoas têm de saber fazer contas. Porém, não decorre daqui que pastorear gado, vender batatas, açúcar ou farinha, na loja, ou definir o metro sejam atividades intrínsecas dos matemáticos. Ou seja, a física e a matemática não são a mesma coisa!
    Quando um físico "pesa" (calcula a massa) a Terra inteira, serve-se da matemática como uma ferramenta poderosa ao serviço das leis da física, que descrevem a Natureza, e chega ao valor concreto de 5,972 × 10^24 kg.

    ResponderEliminar
  3. toto orbe mathematici1 de julho de 2018 às 10:18

    Professor, já reparou que não existe Prémio Nobel da Matemática? A maior distinção que um matemático poderá receber é a Medalha Fields, concedida pela União Matemática Internacional, de 4 em 4 anos. Alfred Nobel excluiu a matemática por considerar que a mesma não era uma ciência aplicada e prática.
    Dizem as más línguas que Nobel se zangou com o grémio dos matemáticos por causa dos amores da sua mulher com o matemático sueco Gosta Mittag-Leffler.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.