segunda-feira, 21 de maio de 2018

CLÁSSICA DIGITALIA: LIVROS EM ACESSO ABERTO

Informação recebuda da Imprensa da Universidae de Coimbra:

Os Classica Digitalia têm o gosto de anunciar 2 novas publicações, com chancela editorial da Imprensa da Universidade de Coimbra.

Todos os volumes dos Classica Digitalia são editados em formato tradicional de papel e também na biblioteca digital, em acesso aberto.

Além do usual circuito de distribuição da IUC, a versão impressa das novas publicações encontra-se disponível em todas as lojas Amazon.

NOVIDADES EDITORIAIS

Série “Scripta & Realia" [Estudos]

Carmen Soares (coord.), Biblioalimentaria. Alimentação, saúde e sociabilidade à mesa no acervo bibliográfico da Universidade de Coimbra (Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018). 169 p.

[A presente obra resulta de uma exposição documental, intitulada BiblioAlimentaria. Tem por objetivo dar a conhecer parte do rico acervo documental e bibliográfico da Universidade de Coimbra, pertinente para os estudos sobre alimentação, nas suas vertentes de produção (agrícola e culinária), consumo (mesa e sociabilidade), comércio e indústria, administração, saúde e bem-estar. As obras constantes deste catálogo encontram-se agrupadas em cinco núcleos temáticos, destinados a evidenciar o discurso narrativo que suportou a exposição: 1. Memória Gastronómica; 2. Contabilidade e Administração; 3. Medicina e Farmacopeia; 4. Agricultura, Comércio e Indústria; 5. Sociabilidade e Etiqueta.]

Série “Varia" [Estudos]

Rogério Sousa, Gleaming Coffins: Iconography and Symbolism in Theban Coffin Decoration (21st Dynasty). Vol. I: The Sheltering Sky (Coimbra, Coimbra University Press, 2018). 281 p.

[This study is focused on the decoration of the so-called ‘yellow’ coffins crafted in Thebes from the final part of the 20th Dynasty to the beginning of the 22nd Dynasty (1295-945 BC). This is a critical period in the Egyptian History, witnessing to a situation of political unrest and severe economic scarcity affecting Egypt, the Near East, and the Mediterranean. And yet, there is no evidence for a decline in the production of these outstanding funerary artefacts. On the contrary, the corpus of ‘yellow’ coffins outnumbers the previous types of Egyptian anthropoid containers and stands out among the most complex and sophisticated objects ever crafted in the Ancient World.]

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.