quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

ANTROPOLOGIA FORENSE E INVESTIGAÇÃO CRIMINAL

Na próxima 4ª feira, dia 13 de Dezembro, pelas 18h00, vai ocorrer no Rómulo Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra a palestra 

"Antropologia forense e investigação criminal"

por Eugénia Cunha

investigadora do Laboratório de Antropologia Forense, Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra, professora do Departamento Ciências Vida da Universidade de Coimbra. Esta palestra integra-se no ciclo "Ciência às Seis"*.


Resumo da palestra: "Na investigação forense a interdisciplinaridade é fundamental. A informação extraída pela antropologia forense dum fragmento ósseo, duma porção corporal, dum corpo em adiantado estado de decomposição, esqueletizado ou cremado pode ser crucial para guiar a investigação criminal e levar quer à identificação da vítima, quer ao esclarecimento do que ocorreu na altura da morte. A partir de vários casos forenses reais de antropologia forense, são explanados os alcances, os limites e os desenvolvimentos recentes da Antropologia Forense. São também abordados os cenários de identificação em cenários de exceção como é o caso dos crimes contra a humanidade e dos desastres de massa, nomeadamente os ataques terroristas. A identificação a partir de fragmentos é discutida assim como a documentação da violação e direitos humanos a partir dos ossos."

*Este ciclo de palestras é coordenado por António Piedade, Bioquímico e Divulgador de Ciência.

ENTRADA LIVRE

Público-Alvo: Público em geral

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.