segunda-feira, 3 de julho de 2017

NOVOS CLASSICA DIGITALIA

Os Classica Digitalia têm o gosto de anunciar 2 novas publicações, com chancela editorial da Imprensa da Universidade de Coimbra e Annablume (São Paulo).

Todos os volumes dos Classica Digitalia são editados em formato tradicional de papel e também na biblioteca digital. O eBook correspondente encontra-se disponível em acesso aberto.

Além do usual circuito de distribuição da IUC, a versão impressa das novas publicações encontra-se disponível em todas as lojas Amazon.

NOVIDADES EDITORIAIS

Série “Autores Gregos e Latinos" [Textos]

   Ana Maria Pompeu, Maria Aparecida de Oliveira Silva & Maria de Fátima Silva: Plutarco. Epítome da Comparação de Aristófanes e Menandro. Tradução do grego, introdução e comentário (Coimbra e São Paulo, Imprensa da Universidade de Coimbra e Annablume, 2017). 109 p.                                               

[Este volume apresenta uma tradução portuguesa do texto de Plutarco, Epítome da  comparação de Aristófanes e Menandro. Além de alguma anotação, o livro integra também estudos referentes aos três autores envolvidos: os dois comediógrafos e o próprio Plutarco na sua reflexão sobre a poesia cómica. Trata-se, no conjunto, de uma primeira receção crítica, dentro da própria Antiguidade, de autores de
referência no mundo da comédia grega nos seus dois estádios mais específicos, a Archaia e a Nea.]

Série “Humanitas - Supplementum" [Estudos]

- Cláudia Teixeira & André Carneiro (coords.), Arqueologia da transição: entre o mundo romano e a Idade Média (Coimbra e São Paulo, Imprensa da Universidade de Coimbra e Annablume, 2017). 456 p.


[O propósito do presente volume centra-se no debate sobre um período histórico ainda pouco conhecido: a Antiguidade Tardia. Para tal, especialistas em diferentes temas apresentam resultados de investigação sobre algumas áreas setoriais: os padrões de povoamento e a arquitetura dos lugares de habitação; a cultura material; a chegada do Cristianismo; o mundo funerário. Os contributos abarcam o território peninsular, procurando ainda paralelos e leituras com o espaço do Mediterrâneo.]

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.