segunda-feira, 3 de julho de 2017

FEIRA DE LIVRO DE BRAGA

Vou estar na Feira do Livro da Braga no próximo sábado. Artigo do Correio do Minho de 26/7, de José Paulo Silva:

‘Futuro’ é uma das linhas orientadoras do programa da Feira do Livro de Braga, certame que decorre de 30 de Junho a 16 de Julho, na Avenida Central, e que conta, entre outras, com as apresentações dos livros ‘Hoje Estarás Comigo no Paraíso’, de Bruno Vieira Amaral; ‘Demasiado mar para tantas dúvidas’, de Miguel Miranda; e ‘O deslumbre de Cecília Fluss, de João Tordo’.

O mote da 26.ª edição da Feira do Livro de Braga, para a qual a empresa InvestBraga e a Câmara Municipal de Braga contam com a produção executiva da consultora editorial ‘Booktailors’, está expresso no cartaz, na exposição de ilustrações da autoria de Pedro Vieira concebida exclusivamente para o evento e nas frases de pensadores e autores nacionais e estrangeiros que serão inscritas nas passadeiras para peões.

Da programação da edição deste ano da Feira do Livro de Braga fazem também parte ‘entrevistas de vida’ aosescritores Fernando Dacosta, João de Melo e Mário Cláudio, este último vencedor do Grande Prémio de Literatura dst, com o romance ‘Astronomia’.
Masterclasses dirigidas por Afonso Cruz, Carlos Fiolhais e Miguel Real são outros pontos de interesse de um programa que inclui mesas de debate sobre temas como o lugar da memória na literatura, a escrita para o grande público, a saúde na não-ficção ou a ligação da escrita com a televisão.João Gobern, Karla Suárez, Maria João Lopo de Carvalho, Mário Augusto e Tiago Rebelo são animadores anunciados pela organização para estas discussões. A InvestBraga revelou já que, sendo a Avenida Central espaço central da Feira do Livro, está apresentar-se-à noutros pontos da cidade com exposições de ilustração,mesas de debate e concertos de jazz, bem como conversas/concerto intituladas ‘Conta-me Histórias’, nas quais participam os músicos Carlos Alberto Moniz, Carlos Tê, Lúcia Moniz e Luís Represas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.