terça-feira, 11 de abril de 2017

Maria Helena da Rocha Pereira (1925 - 2017)

O professor de Estudo Clássicos Delfim Leão informou assim, citando Homero,  sobre a morte nossa maior Classicista (cujas obras completas estão a ser editadas pela Imprensa da Universidade de Coimbra):


É com grande pesar que informo que a Prof. Doutora Maria Helena da Rocha Pereira faleceu esta madrugada, na casa da família, no Porto. Faleceu em paz e rodeada do carinho dos que a amam.

As cerimónias fúnebres decorrerão amanhã, terça-feira, às 15h, na Igreja da Lapa, também no Porto.

Pereceu a Mestre ímpar dos Estudos Clássicos em Portugal, mas a sua obra, o seu exemplo de dedicação incondicional, os seus generosos ensinamentos jamais perecerão.

"A ti não te está destinado, ó Menelau, vindo de Zeus,
Morrer em Argos criadora de cavalos, nem encontrar o teu fim.
Mas os imortais te mandarão para a Planura Elísia,
No extremo da terra, onde está o louro Radamanto.
Aí se oferece aos homens uma vida fácil.
Não neva, não há grande invernia, nem chuva,
Mas as brisas do Zéfiro sopram sempre ligeiras,
Vindas do Oceano, para refrescar os homens.
Isto porque possuis Helena, e para eles és genro de Zeus".

Homero, Odisseia, 4.561-569, em tradução de Maria Helena da Rocha Pereira

Cumprimentos amigos e votos de bom ânimo,
Delfim Leão



Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.