segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Os mais belos livros de 2016


Agora que é tempo de prendas, e como um belo livro é sempre uma bela prenda, venha apresentar o meu top ten dos mais belos livros de 2016. Não me importaria que mos dessem, mas já os tenho. A ordem é alfabética de autor:

 - Cinatti, Ruy, "Obra Poética", vol. 1, Assírio e Alvim. Compilação da obra integral publicada em vida (o II vol. incluirá o resto) de um poeta português que merece ser mais conhecido. Agrónomo e antropólogo, Cinatti foi o poeta de Timor e de Deus.

 - Franco, José Eduardo e Fiolhais, Carlos, "Jesuitas: Construtores da Globalização", CTT Incluo esta obra, de que sou segundo autor, pois é o meu livro mais bonito (e já publiquei umas dezenas). História global dos jesuítas, enfatizando o papel de Portugal como "rampa de lançamento" para o mundo. Magnífica iconografia e uma colecção de selos. Está quase esgotado e não haverá reedição, por este ser um livro de colecção.

 - Franco, José Eduardo (dir.) e Pinho, Joana Balsa de (coord.), "Lugares sagrados de Portugal", vols. I e II, Círculo de Leitores. Dois volumes, de um historiador da cultura e de uma historiadora de arte, que constituem uma verdadeira enciclopédia dos lugares sagrados de Portugal, que são muito mais do que igrejas e capelas. Edição exclusiva do Círculo de Leitores.

 - Leonard, David, "Marte - o nosso futuro no planeta vermelho", National Geographic.  Livro ricamente ilustrado sobre o planeta vermelho que acompanha a excelente série que passou no canal televisivo da Nacional Geographic.

 - Lourenço, Frederico (trad., apres. e notas), "Bíblia, Vol. I Novo Testamento, Os Quatro Evangelhos", Quetzal. Primeiro volume de um trabalho extraordinário: uma tradução literária da Bíblia em grego antigo. Lourenço ganhou merecidamente o Prémio Pessoa deste ano e este livro impulsionou decerto a distinção.

 - Reto, Luís Antero; Machado, Fernando Luís; e Esperança, José Paulo, "Novo Atlas da Língua Portuguesa", ISCTE-IUL e Instituto Camões, edição bilingue. Um livro que falava sobre a língua portuguesa no mundo. Muito bom design para mostar um sem número de estatísticas.

 - Rodrigues, César, e Pinheiro, Francisco, "Mundial 66, 100 primeiras páginas", Afrontamento. Este ano passaram os 50 anos da 3.º lugar de Portugal no Mundial de Futebol de 1966. O livro apresenta 100 primeiras páginas de jornais da época, que retratam o feito e, claro, outros eventos da época. Apresentei este livro em Coimbra com o "magriço" António Simões.

 - Silva, Ana Cannas da, "Calçadas de Portugal, Simetria passo a passo", CTT, edição bilingue Outro livro com boas ilustrações e uma colecção de selos, disponível apenas nas lojas dos CTT. Mostra a arte e a matemática da calçada portuguesa.

 - Vasconcelos, Maria João (coord.), "Amadeo de Souza-Cardoso 2016-1926 Porto-Lisboa", Museu Nacional Soares dos Reis e Blue Books. Catálogo da exposição que está no Museu Soares doas Reis no Porto e que vai estar em Lisboa e que recria a mostra de Amadeo há cem anos, também no Porto e em Lisboa. Foi possível reunir a maior parte dos quadros.

 - Veloso, António José e Almasqué, Isabel, "História e Azulejos dos Hospitais Civis de Lisboa". By the Book, edição bilingue. Dois médicos (o primeiro também historiador de ciência e músico), apresentam a rica azulejaria dos hospitais históricos de Lisboa. A By the Book já nos mostrou que sabe fazer livros com boa apresentação e este é mais um que dá gosto ter.

PS) Esqueci-me de um livro: João Bicker, “FBA. O design gráfico como prática de clarificação”, Almedina, a tese de doutoramento do autor, que é um dos melhores designers gráficos nacionais. Assim fica - e bem - um top 11 em vez de um top 10.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.