quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Monitor da Educação e da Formação 2016.

Foi publicada há poucos meses a quinta edição de (mais) um relatório da Comissão Europeia respeitante à educação e à formação. Trata-se do Monitor da Educação e da Formação 2016.


Este documento dá conta do que é apurado nos diversos países europeus no sentido de destacar os seus progressos no que respeita aos objetivos para a educação e a formação traçados pela Estratégia Europa 2020.

Nada de muito novo: a Europa insiste na sua política que é a de "dotar os jovens das competências de que necessitam para desenvolver a sua vida enquanto cidadãos e desenvolver as suas carreiras profissionais".

Os sistemas de ensino serão eficazes, terão qualidade, se cumprirem este desígnio. Eis a explicação "as escolas, universidades e instituições de ensino e formação profissional são a base do crescimento, do emprego, da inovação e da coesão social."

O investimento financeiro que nelas é feito tem de ter este retorno. É um retorno importante mas está longe de ser aquele que deveríamos esperar da escola.

A parte respeitante a Portugal pode ser consultada aqui.

1 comentário:

  1. É uma pena que se esteja a implementar em Portugal o "Common Core", algo que tanto é contestado nos EUA, onde foi concebido. O Trump vai desfazer-se dele, até porque aquilo é tudo menos Ensino.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.