domingo, 23 de outubro de 2016

Ser professor é basicamente uma aposta no futuro


No dia do professor, que, foi neste mês de Outubro, uma colega, professora do Brasil, Solange Amato Amorim, enviou-me o filme que aqui disponibilizo.

Quando tudo nos sistemas educativos parece conjugar-se para entristecer ainda mais os professores, sobretudo os que são particularmente conscientes da sua tarefa, que é ensinar, 
quando a mensagem social é a de que há técnicas fantásticas - sejam elas materiais ou didácticas - que fazem com que todos os alunos aprendam com uma intervenção indirecta do professor ou, mesmo, sem a sua intervenção, 
quando os próprios professores se dispensam de pensar para conseguirem sobreviver, 

vale a pena  ler/escutar as seguintes palavras de um professor, Leandro Karnal, que sendo, óbvias, básicas, reconduzem-nos à essência do ensino:
Ser professor é basicamente uma aposta no futuro. Por isso é que o professor está condenado à esperança. Ele é condenado a acreditar que pode virar algo melhor, que esse futuro seja mais cheio de conhecimento, estabilidade, democracia e igualdade.Eu me sinto alguém que estabelece uma ponte entre o conhecimento formal da humanidade, aquele que nos formou, que nos transformou no que somos, e aquele aluno meu, em qualquer escola, pública ou privada, que não tem acesso a esse conhecimento. Se não tiver acesso a esse conhecimento comigo talvez não venha a ter com outra pessoa.É importante ressaltar que o professor trabalha com o conhecimento mas também trabalha como educador de uma atitude.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.