sábado, 20 de agosto de 2016

UMA VOLTA PELA COSTA DE PRATA

 Costa de Prata é a região costeira de Portugal entre a foz do rio Douro e o concelho de Torres Vedras. Fiz há dias parte dela, da Figueira da Foz a Aveiro e, apesar de conhecer bem a região, encontrei novos motivos de interesse. Começando pela foz do rio Mondego, o forte de S. Catarina, de onde o batalhão académico tirou a bandeira francesa antes de Wellington desembarcar, está restaurado, com um belo espelho de água à frente (na figura vista do Hotel Costa de Prata). Na Figueira também está restaurado (falta só o torreão) a Casa do Paço com vista para a marina da Figueira (ver figura) e com paredes revestidas a magníficos azulejos de Delft (ver figura) que devem cá ter vindo parar num naufrágio de um barco holandês (visitem-se também por causa dos tectos as cavalariças do Paço, hoje ocupadas pelo Banco Millennium), no Cabo Mondego, na Serra da Boa Viagem, foi há pouco inaugurado um "prego de ouro" que assinala a base do Jurássico, um pouco a norte de Quiaios encontram-se lagoas tranquilas (a  maior das quais é a da Vela, ver figura), em Mira, cuja praia recebe a bandeira azul desde há 30 anos, é bom almoçar no Restaurante Caçanito, com esplanada sobre a praia (ver figura, não havia o pitéu de raia, mas havia boa sardinha assada). Finalmente, um pouco mais a norte, já em plena ria de Aveiro, em Ílhavo, vale muito a pena ver o novo Museu da Vista Alegre, completamente restaurado, assim como a Capela anexa onde está o túmulo do bispo D. Manuel de Moura Manuel, que foi reitor da Universidade de Coimbra (ver figuras,  recomendo para além do circuito do museu as várias exposições temporárias de ilustração). Ao lado há um novo hotel, cheio de estrelas.















Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.