segunda-feira, 1 de agosto de 2016

“CIÊNCIA NA IMPRENSA REGIONAL – CIÊNCIA VIVA” FAZ HOJE CINCO ANOS



O projecto “Ciência na Imprensa Regional” é uma iniciativa da Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, que teve início a 1 de Agosto de 2011, faz hoje cinco anos.
Na altura, a ciência na imprensa regional era residual e não se verificava qualquer regularidade de publicações sobre ciência nestes meios de comunicação social.

O principal objectivo deste projecto foi sempre a divulgação da ciência e da tecnologia ao maior número de jornais regionais em todo o país, disponibilizando gratuitamente conteúdos de grande actualidade e qualidade. Outro objectivo, na sequência do anterior, é o de aumentar a quantidade e qualidade da informação sobre ciência e tecnologia publicada pela imprensa regional portuguesa.

Ao longo destes cinco anos de existência, o projecto registou a adesão de 78 jornais (continente e regiões autónomas, atingindo uma audiência potencial de mais de um milhão de leitores), 81 colaboradores (investigadores, comunicadores e divulgadores de ciência), mais de 840 conteúdos produzidos e disponibilizados aos jornais. Como resultado disto, ocorreram até à data mais de 4300 publicações, o que significa que foram publicados dois artigos de ciência na imprensa regional por dia ao longo dos últimos cinco anos, através deste projecto.

Se antes do início deste projecto a publicação de conteúdos sobre ciência na imprensa regional era praticamente inexistente, hoje em dia essa realidade mudou. Por exemplo, cerca de 25 jornais com edição online criaram, devido a este programa, uma secção de ciência em que são publicados artigos pelo menos duas vezes por semana.

Se os editores dos jornais aderentes publicam conteúdos de ciência o que é que isso indica sobre o interesse por eles por parte dos leitores? Os dados sobre a visualização e/ou leitura dos artigos de ciência indicam que estes estão frequentemente entre os mais lidos, alguns com milhares de visualizações, o que mostra claramente o interesse dos leitores por assuntos relacionados com a ciência.

Em suma, o projecto “Ciência na Imprensa Regional – Ciência Viva” estreitou ao longo destes anos a proximidade entre os leitores da imprensa regional e a ciência, aproximando-se com sucesso dos objectivos inicialmente traçados. Hoje, já se pode afirmar, com segurança, que há ciência na imprensa regional portuguesa.


Mas o que é que nos diz a experiência entretanto adquirida? Haverá alguma especificidade regional para a comunicação de ciência? Este projecto terá conseguido implementar algum tipo de jornalismo de ciência a nível regional? Que áreas científicas são mais do interesse dos editores e dos leitores? Estas são apenas algumas das questões em aberto neste projecto com resultados muito positivos, mas que devem continuar a ser potenciados, analisados e discutidos entre todos os intervenientes.

António Piedade

2 comentários:

  1. Muito bem!
    Tive o prazer de acompanhar esse projeto desde a sua fase embrionária, quando ainda nem sequer havia qualquer tipo de apoio. Com o tempo e persistência, o António Piedade foi estabelecendo contactos, angariando jornais, dando formações, recrutando colaboradores e em poucos meses conseguiu pôr tudo a funcionar e ainda reunir o apoio da Ciência Viva, que soube reconhecer e valorizar este projeto de grande potencial.

    Colaborei e acompanhei o projeto pelo que consegui ver esse potencial transformado em ação. Os resultados foram sendo apresentados em vários eventos de ciência, como no SciCom, p.ex. O sucesso deveu-se a todos os colaboradores que escreveram o texto, ao apoio da Ciência Viva, mas também ao promotor, António Piedade, que teve um importante papel enquanto dinamizador e motivador desta causa.

    Este projeto tem tudo de bom para continuar, pois passados cinco anos continuam a fazer falta mais textos de ciência na Imprensa Regional. Parabéns a todos os intervenientes por já terem feito a diferença.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pela iniciativa “Ciência na Imprensa Regional” que agora completa 5 anos!
    Para que conste: O jornal O MIRANTE, que cobre a área do Ribatejo, sempre acolheu propostas de divulgação científica. Da última vez publicou uma trintena de artigos sobre Física Nuclear e das Radiações (na versão online do jornal) entre Outubro.2014 e Abril.2015. Oportunamente será publicitado o trabalho resultante da compilação e harmonização desses artigos.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.