sexta-feira, 8 de julho de 2016

O VOO DE RONALDO


A jornalista Marta Leite Ferreira do Observador escreve sobre o mais recente golo de cabeça de Ronaldo:

http://observador.pt/2016/07/08/cristiano-ronaldo-ele-salta-mais-alto-desde-2004-e-a-ciencia-explica-porque/

Prestei-lhe declarações sobre a física do salto:


A física do salto de um futebolista não é muito diferente da de um basquetebolista, embora os basquetebolistas de alta competição sejam mais altos e consigam por isso saltos maiores.

Ora tanto num caso como noutro parece que o atleta fica suspenso no ar, na altura máxima. Trata-se de uma ilusão de óptica - os atletas não podem contrariar as leis da física, claro. O que se passa é que a trajectória do centro de gravidade do atleta é basicamente uma parábola, que é a trajectória de um corpo sem resistência do ar, uma vez que as forças de resistência do ar, dependentes da velocidade, que são muito importantes para uma bola, não são assim tão importantes para um atleta que salta, com  uma velocidade muito menor do que a de uma bola. 

O atleta parte para o salto com uma condição inicial: uma posição no campo e uma velocidade, que tem uma componente horizontal e outra vertical (apontando para cima). O factor mais importante é esta componente vertical da velocidade.  A altura máxima é proporcional ao quadrado desta velocidade. É possível mostrar, com a física do secundário, que metade do tempo do salto se passa em 75% inferiores da altura máxima e a outra metade se passa nos 25% superiores! Ver aqui o desenho:


Por isso é que o futebolista ou o basquetebolista parece suspenso no ar. Acresce que quer um quer outro podem com movimentos musculares internos elevar o seu centro de gravidade, aumentando esse "tempo de suspensão").

Ronaldo é um  atleta de eleição e sabe-se por testes feitos que consegue saltar 78 cm com pequeno balanço (44 cm sem balanço), mais do que a média dos jogadores da NBA (apesar de não ser muito alto, como são os basquetebolistas: tem 1,85 m). O impulso para o salto é comunicado pelo chão (vale o princípio da acção-reacção),  sendo a acção dos músculos no impulso é essencial.  Ronaldo ,que tem geneticamente um corpo de atleta, desenvolve o seu corpo com exercícios no ginásio.  Além de exercícios musculares com pesos (em particular, dos músculos da coxa) pratica a "ginástica do salto". Isto é, a capacidade de salto treina-se e Ronaldo treina-a.

Tão importante como o salto, Ronaldo tem uma capacidade incrível de localização no terreno. Ele "adivinha" onde a bola vai cair, calculando o momento certo de salto. Essa é uma noção intuitiva que o próprio não conseguirá explicar mas que todos vemos. Ele está no sítio certo à hora certa. Digamos que sabe "ler" o jogo, isto é tem uma atenção permanente à posição e à velocidade da bola, assim como às posições dos seus companheiros. Mais uma vez o treino é aqui importante: são 13 anos de competição ao mais alto nível.

Ver aqui nais dados sobre a capacidade atlética de Ronaldo. Não é de modo nenhum a primeira vez que ele mete golos como o que marcou a Gales:

1 comentário:

  1. Será que o empurrão que o Ronaldo deu ao adversário que o estava a marcar não serviu de balanço ou alavanca para tomar energia para o referido salto ?

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.