quarta-feira, 2 de setembro de 2015

A Universidade Fora da Lei. Carta aberta a Maria Arménia Carrondo

A historiadora Raquel Varela escreveu uma carta à presidente do Conselho Directivo da FCT,  a propósito do código de conduta recentemente divulgado pela FCT, da qual transcrevemos um excerto:

"Podemos até ensinar a missa ao padre mas temos que conhecer a bíblia melhor que ele e pelo menos não ter roubado as esmolas. O corrupto não dá lições a quem tem as mãos limpas; o criminoso não dá aulas à vítima; para se dar lições de seriedade e ética é preciso tê-la. Aos investigadores não basta parecer, há que ser. A FCT devia ter-se poupado a esta figura ultrajante pois se há instituição em Portugal que não tem qualquer reconhecimento em matéria de ética por parte da comunidade científica, avaliação que nos une a todos, e tem enchido as páginas de jornais deste país e é matéria não só de corredores mas de discursos de abertura de conferências públicas, em todas as universidades, é a FCT".

A carta completa pode ser lida aqui.

1 comentário:

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.