quinta-feira, 21 de maio de 2015

CONTRA O USO DE GATOS EM EXPERIÊNCIAS DE FÍSICA

Prestei um depoimento ao Público sobre este assunto: ler aqui.

7 comentários:

  1. Schrodinger incluído? ;)

    ResponderEliminar
  2. Deveria instituir-se uma Comissão para a Promoção do Politicamente Correcto e Perseguição do Vício. Teria, entre outras missões, as de ler os livros de texto e enunciados de exames para examinar se passa alguma coisa como esta do gato, referência a touros, alusões de carácter sexual, uso sexista da gramática, menção da etnia das pessoas, designação imprópria de doenças ou deficiências, etc. etc. Teria muito que fazer. E deveria actuar com discrição para evitar ao máximo referências públicas a coisas que possam ferir sentimentos de pessoas ou animais e sobretudo que possam traumatizar para toda a vida as crianças.

    ResponderEliminar
  3. Surpresa: sou um leitor assíduo dos artigos do Prof. Fiolhais e estava convencido de que ele tinha a noção do ridículo.

    ResponderEliminar
  4. Claro que é um mau exemplo, mas quem não comete erros !?... Não se exagere...

    ResponderEliminar
  5. http://tempoderecordar-edmartinho.blogspot.pt/2015/05/variante-do-controverso-problema-de.html

    ResponderEliminar
  6. Professor Fiolhais, visite este blogue: http://www.imprensafalsa.com/ Vai ver que tem a aprender.

    ResponderEliminar
  7. Não gostei do enunciado do exercício.
    Não gostei do comentário do Prof. Fiolhais sobre o assunto.
    Não gostei da tempestade de poucos mililitros que causou, provavelmente pelo facto de o Prof. Fiolhais ter demandado da sua cátedra e tornando-se de repente, pelo menos nesta tempestade micrométrica, o defensor-mor dos animais, de todos os animais, creio entender eu, incluindo dos autores do tal exercício.
    Não gostei até pelo facto de ter absoluta certeza que todos os professores de física deste planeta alguma vez nas suas aulas se terem referido a este tipo de exercícios e agora vêm todos defender os "direitos dos animais". O Rei nem sequer sai à rua.

    Proponho que se defenda também, com o mesmo vigor, os "direitos dos vasos de flores", os "direitos dos pianos de cauda e verticais", os "direitos das gotas de água da chuva e paraquedistas" e os "direitos das esferas de chumbo largadas da Igreja de por Simon Stevin da Igreja de Delft".
    O pormenor que me desagrada ainda mais é saber, sabermos todos, que o Prof. Carlos Fiolhais é parte interessada neste assunto e com este terramoto-de-mola-de-esferográfica "ganhou" mais umas dezenas largas de adoções do seu manual para o 9.º ano - o prazo termina a 12 de junho - nem de propósito.
    Bom dia e continuação de bom trabalho.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.