sexta-feira, 10 de abril de 2015

"Quando os prazos são a única forma de fazer política"

Chamo a atenção para o artigo do biólogo Gonçalo Calado, com o título de cima, saído no Público há poucos dias. Até ao fim da presidência do ex-presidente a gestão da FCT foi sempre amadora, casuística e incompetente. Ler aqui.

DEstaco:

"Quem vier a liderar o sistema científico e tecnológico nacional encontrará o triste desafio de despender grande parte da sua energia a colar os pedaços de um edifício que deixou ir as suas fundações embora, feitas de gente pertencente à geração mais formada de sempre, resultante de uma das maiores apostas em capital humano que todos fizemos nas últimas décadas."

1 comentário:

  1. É um trabalho que poderia ter sido evitado. Mas de forma alguma inútil.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.