sexta-feira, 10 de abril de 2015

O Latim na Europa

Enquanto diversos países europeus foram, por via de reformas educativas, afastando o Latim do centro do currículo (sendo o caso mais dramático o de Portugal, encontrando-se aqui praticamente extinto), a Alemanha tem-no mantido e agora reforça-o tanto nas escolas como nas universidades.

Pode ler-se uma notícia sobre este assunto aqui.

2 comentários:

  1. Porque por aqui já não se sabe nada disto, é que se chegou ao acordo ortográfico que se conhece, E os responsáveis por isso continuam a dizer que é muito lógico e mais fácil para aprender e escrever.

    ResponderEliminar
  2. Se souberem francês, leiam este imperdivel monumento de ironia publicado no Libération :

    http://www.liberation.fr/societe/2015/04/09/pour-en-finir-avec-le-latin-et-le-grec_1237894

    Note-se que P. Engel é dos universitarios franceses que mais fez para divulgar o pensamento analitico americano conteporâneo em França.

    Boas

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.