domingo, 8 de março de 2015

Novidades editoriais da Gradiva



Informação sobre as novidades que a Gradiva publicará durante o mês de Março:

A Balada de Adam Henry
Ian McEwan

O que liga uma juíza proeminente do Supremo Tribunal, que julga casos do Tribunal de Família, a um rapaz de dezassete anos que sofre de leucemia? Mais do que se possa imaginar. Ela, Fiona, tem o casamento a desmoronar-se. Ele, Adam, tem a vida por um fio. Dependendo de uma transfusão de sangue para sobreviver, tanto o rapaz como os familiares, Testemunhas de Jeová, resistem ao tratamento. Deverá o tribunal secular sobrepor-se à fé sinceramente vivida? O encontro entre Fiona e Adam, no julgamento do caso, terá consequências para ambos, muito além do âmbito da lei. Uma história contada com a mestria a que este autor já nos habituou.




«Obras de Ian McEwan», n.º 17, 192 pp., € 14,00

Os Banqueiros Vão Nus
O que está mal na banca e como o corrigir
Anat Admati e Martin Hellwig

Anos passados sobre a falência do Lehman Brothers, estará o sistema financeiro mais seguro? A resposta é negativa. As consequências da crise financeira continuam a fazer-se sentir, incluindo em Portugal. Este livro trata sobretudo dos banqueiros e lobistas que fazem afirmações falsas ou enganadoras, e dos políticos e reguladores que com eles colaboram. Usando uma linguagem acessível, é útil para perceber o que está errado na banca e como melhorá-la.

«O livro mais importante que saiu desta crise.»
Martin Wolf, Financial Times

«Trajectos», n.º 99, 508 pp., € 21,50



A Pérola de Euler
David S. Richeson

A fórmula dos poliedros e o nascimento da topologia Euler olhou para onde todos tinham olhado e viu o que ninguém tinha visto. Nascia uma das equações mais belas da matemática: a fórmula de Euler para os poliedros. Richeson, apaixonado pela topologia, conduz o leitor numa viagem que começa na pré-história e chega aos dias de hoje, recheando-a de exemplos de aplicação da fórmula. A travessia é acessível ao grande público, mas o livro está também escrito para matemáticos.

«O Prazer da Matemática», n.º 41, 344 pp., € 19,00



A Tirania dos Pais dos Alunos
Nos bastidores das escolas
Anna Topaloff

Em Portugal, como em França, os pais, desejavelmente parceiros no apoio à escola, como que se tornaram inimigos dos docentes. Passaram de solução a parte de um problema. Será correcto que o pai de um aluno estabeleça uma relação de força, recorra à compaixão, à histeria ou à intimidação dos professores? Em causa está o sacrifício de princípios fundamentais da educação, como a igualdade de oportunidades e a meritocracia. Muito se tem falado na crise da educação, mas faltava uma abordagem séria sobre a parte de responsabilidade desta que cabe aos pais. Aqui está ela!

«Fora de Colecção», n.º 440, 124 pp., € 14,50



Os Alemães - (O Guia do Xenófobo)
Ben Barkow e Stefan Zeidenitz

Por detrás de um espírito reconhecidamente organizado, o que haverá? Bom, seguramente mais do que salsichas e cerveja. Como é apanágio destes pequenos guias que abordam os hábitos e particularidades de um povo, a escrita é divertida e o humor atravessa as páginas. Senão vejamos: «Os Alemães gostam de coisas que funcionem. Isso é fundamental. Um automóvel ou uma máquina de lavar que se avarie nos seis meses após a compra não é um incómodo, é uma violação do contrato social.»

«Guias do Xenófobo», n.º 3, 104 pp., € 8,80

Em Abril, continue a ler com a Gradiva o melhor da ficção e da ciência

DEPOIS DE DEZ ANOS SEM PUBLICAR, UM GRANDE, GRANDE ROMANCE DE UM DOS MAIORES AUTORES DA LITERATURA CONTEMPORÂNEA

Kazuo Ishiguro
The Buried Giant

Esta é uma história passada num tempo em que havia quilómetros de terrenos desolados e áridos. Nalgumas zonas, os aldeões viviam em abrigos, parte dos quais cavados na encosta dos montes, ligados uns aos outros por passagens subterrâneas. Num sítio assim habitava um casal de idosos: Axl e Beatrice. Um dia decidiram que chegara a hora de partir à procura do filho que não viam há anos e do qual pouco se lembravam. Sabendo que a viagem os obrigaria a enfrentar perigos no caminho, não previam, contudo, uma jornada que lhes revelasse elementos do seu amor um pelo outro que haviam esquecido. A viagem, a que outros se juntam, é marcada pelo percurso físico, mas também pelas memórias. É uma história de amor, vingança e guerra, num registo ao mesmo tempo intenso e doce.

É o primeiro romance numa década deste reconhecido e premiado autor. A expectativa é elevada! De Ishiguro, a Gradiva publicou os romances Os Despojos do Dia (1989, vencedor do Booker Prize; adaptado para filme), Os Inconsolados (1995, vencedor do Cheltenham Prize), Quando Éramos Órfãos (2000, nomeado para o Booker Prize) e Nunca me Deixes (2005, nomeado para o Booker Prize; adaptado para filme).

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.