domingo, 4 de janeiro de 2015

Recordando os Clássicos

Ainda a tempo de aniversário

A 3 de Janeiro do ano 106 a.C. nascia, em Arpino, o grande orador, o mestre da língua latina, Marco Túlio Cícero.
A ele pertencem duas frases muito citadas, ambas dos discursos proferidos no Senado contra Catilina, acusando-o de conspiração:
Quousque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? — Finalmente, até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? 
O tempora, o mores! — Ó tempos, ó costumes!
Daqui nos vem igualmente o termo "catilinária" quando queremos classificar um ataque verbal, violento e feroz, contra alguém: "foi uma verdadeira catilinária".

É também Cícero que afirma, no seu tratado Sobre a Amizade:
"É que a amizade outra coisa não é, com efeito, senão uma mesma maneira de sentir sobre todas as coisas divinas e humanas, acompanhada de um sentimento de estima e de afecto; e de facto não sei se alguma coisa melhor do que ela, com excepção da sabedoria, terá sido concedida ao homem pelos deuses imortais." (trad. de Sebastião Tavares de Pinho, INIC, 1993)

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.