quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Elizabeth Bishop



Do livro “Poemas de Marianne Moore e Elizabeth Bishop”, editado pela editora Campo das Letras, escolhi dois poemas de Elizabeth Bishop com referências às ciências físicas. Ela foi, com Marianne Moore, Hilda Doolittle e Sylvia Plath, uma das quatro grandes poetisas americanas do século vinte.  Muitos dos poemas de E. Bishop são só compreensíveis se soubermos dos vícios, da doença e das escolhas afetivas— o alcoolismo, a vida nómada (viveu em três continentes), a depressão, o aneurisma e a  homossexualidade— da senhora que ficava encantada com a curiosidade dos cervídeos em contato com o progresso.


A Vivacidade de Espírito

“Esperem, deixem-me pensar um minuto,” disseste.
E de imediato Eva e Newton cada um com uma maçã,
E Moisés com a Lei,
Sócrates, que coçava a cabeça encaracolada,
E muitos outros da Grécia,
Todos chegam agora apressados,
Trazidos pela tua fronte enrugada.

Mas a seguir fizeste um trocadilho brilhante.
Demos uma gargalhada estrondosa.
Desconcertados, os que vieram ajudar-te desapareceram;
E por entre os intervalos da conversa, depois,
Captámos, — lá para trás, lá para trás,
Longe, longe, — o reluzente aniversário de uma estrela turbulenta.

Soneto

Surpreendida — a bolha
No nível de bolha de ar,
Uma criatura dividida;
E a agulha de marear
Oscilando e vacilante,
Indecisa.
Liberto — o mercúrio
Do termómetro quebrado
A fugir;
E o pássaro, arco-íris
Do estreito bisel
Do espelho vazio,
Voando para onde
Lhe apetece, feliz!

3 comentários:

  1. Em Junho de 2013 assisti, no teatro Carlos Alberto, no Porto,a uma peça interessantíssima, “Um porto para Elisabeth Bishop”, que me levou a escrever no meu blogue, uma mensagem evocando a autora, com alguns poemas seus. Estes não conhecia e são belíssimos.
    Obrigada pela partilha
    Regina Gouveia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O título da peça assenta na perfeição.
      Para se tocar no humor da poetisa, temos que descer aos abismo do mar.
      M.Moore foi "professora" dela.

      Eliminar
  2. Tão bonita a poesia e Elsabeth Bishop. Obrigada.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.