quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Qual o valor dos estudos clássicos?



Numa altura em que se discute o que deve ser estudado nas escolas, em que se questiona a utilidade de certas matérias para as quais a nossa sociedade economicista não vê uma utilidade, eis aqui um pequeno, mas útil, contributo para essa discussão:
http://espresso.repubblica.it/inchieste/2013/08/22/news/il-classico-insegna-a-diventare-adulti-grazie-alla-filosofia-1.137549

3 comentários:

  1. Bom dia senhora Isaltina Martins, embora o contexto social desconhece alguma finalidade à Clássicos, Estudos Clássicos entendo que cabíveis e diversificados montantes a sociedade ou seja a camada social superior a estância o esqueleto institucional a justiça equipada, equiparada, aparelhada, a leis o legislativo segue atribuído a solidez e profundidade de tais estudos, pois sustentado modus operandi a forma imparcial (revigor) regenara a dignidade pública.

    ResponderEliminar
  2. Senhora D. Cláudia: a Senhora é portuguesa? A Senhora estudou língua portuguesa? É que, sinceramente, não entendo nada do que diz. Desculpe, mas é a verdade. Acho que precisava de estudar latim porque isso a ajudaria a construir uma frase em português com uma estrutura sintáctica correcta e com uma lógica "inteligível". Espero que não se sinta ofendida com o meu comentário, é uma crítica construtiva: precisa de estudar português.

    ResponderEliminar
  3. Minha senhora sou brasileira,
    estudo a partida de vossa verdade.

    Sei o quão difícil,
    entender-me.


    Agradeço vossa atenção.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.