quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

POR UMA RTP PÚBLICA E DE QUALIDADE


Em Portugal deve existir uma televisão pública, tal como existe em Espanha, no Reino Unido, na França, na Alemanha, na Itália, etc. Seria uma singularidade lusitana a privatização da RTP. Repare-se no nome: é a Radiotelevisão de Portugal. E uma televisão é uma grande arma, talvez a maior, de defesa da língua, que é uma das coisas mais preciosa que temos. Concordo com  a desgovernntalização da RTP, o que se pode fazer com um Conselho Geral Independente. O actual Presidente da RTP foi nomeado pelo governo e o actual Conselho Geral da RTP não quer a continuação do Presidente, entre outras razões porque não gostou do modo como foi tratada a aquisição de direitos de futebol internacional (Champions League). Eu não sei se o governo passou uma rasteira ao Presidente, mas não me admiraria pois o actual governo não é sério. Sei que o Conselho Independente, composto por pessoas sérias, é sério. E não me importo nada que o Presidente actual seja destituído, em primeiro lugar por que não faz sentido nenhum a aquisição de direitos de futebol com dinheiros públicos (o circo de futebol não é serviço público!) e, em segundo lugar, porque a actual programação da RTP deixa muito, em qualidade, a desejar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.