terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Obra Completa do Padre António Vieira

Informação chegada ao De Rerum Natura.

No dia 3 de dezembro de 2014, quarta-feira, pelas 18h30 no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa, realizar-se-á a sessão de lançamento dos 30 volumes da Obra Completa do Padre António Vieira, pela primeira vez concluída depois de mais de 15 tentativas falhadas para a sua publicação desde 1851.

A apresentação científica estará a cargo dos Professores Carlos Reis, da Universidade de Coimbra, Eduardo Lourenço, da Fundação Calouste Gulbenkian e Viriato Soromenho-Marques. da Universidade de Lisboa.

Participarão a título especial nesta sessão o Ator Júlio Martín, que encenará um sermão de Vieira, e a Orquestra Académica da Universidade de Lisboa.

Graças à articulação do CLEPUL - Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Universidade de Lisboa com outras instituições académicas e culturais de Portugal e do Brasil, foi possível cumprir o exigente calendário estabelecido para a preparação e edição do conjunto total dos textos daquele que foi considerado por Fernando Pessoa o Imperador da Língua Portuguesa.

A Obra Completa de Vieira agora editada em 30 volumes foi preparada por uma equipa intergeracional e interdisciplinar (paleógrafos, latinistas, linguistas, filósofos, historiadores, teólogos, juristas, cientistas literários, etc.) de cerca de meia centena de investigadores, que levantou, transcreveu, fixou, atualizou, traduziu e anotou milhares de fólios manuscritos de Vieira e muitos outros atribuídos a este grande escritor que estão espalhados por bibliotecas e arquivos portugueses e estrangeiros (do Brasil, Espanha, Inglaterra, França, Itália, Estados Unidos,...), apurando a autoria vieirina e as autorias duvidosas.

Esta obra imensa agora editada de quase 15 mil páginas dá à luz do prelo milhares de páginas de inéditos numa preparação pré-editorial e editorial recorde concluída em cerca de dois anos, graças a um trabalho intenso e concertado entre universidades portugueses e brasileiras.

Vieira torna-se novamente, como acontecia com os seus textos publicados avulso no século XVII, um bestseller, dado que é absolutamente raro, em Portugal, um autor clássico de há quatro séculos ter uma tão grande receção entre o público leitor no século XXI.

Do ponto de vista dos recursos mobilizados, foi decisivo o apoio benemérito de um grupo significativo de entidades que quiseram associar-se à Universidade de Lisboa, entre as quais merece destaque, como mecenas principal, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

 Assim, foi possível colmatar uma grave lacuna da nossa cultura, disponibilizando ao grande público toda a obra do maior orador português de todos os tempos, cujos textos ainda revelam uma grande atualidade no plano da sua reflexão sobre os Direitos Humanos, a paz, o ecumenismo, a crítica à corrupção, o diagnóstico que faz aos problemas estruturais perenes de Portugal, as soluções que apresenta para tornar o nosso país mais empreendedor, assim como a sua crítica às instituições de bloqueio do nosso progresso como o caso da Inquisição, além da análise certeira que realizou à mentalidade atávica portuguesa como a inveja, a maledicência sistemática e a falta de incentivo político e social aos portugueses com talento e mérito que muitas vezes têm de sair da sua pátria para encontrar reconhecimento e espaço para pôr a render as suas competências.

Agora seguem-se mais duas etapas deste ambicioso projeto chamado ”Vieira Global”: a preparação de um Dicionário Multimédia de Vieira e a tradução e edição da obra seleta deste genial escritor em 12 línguas de grande circulação internacional (Inglês, Francês, Espanhol, Italiano, Russo, Mandarim, Japonês, Árabe, Polaco, Alemão, Holandês, Búlgaro).

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.