quinta-feira, 6 de novembro de 2014

UM COMEDIANTE NO PARLAMENTO



O ministro da Economia, o mesmo que acha que os cientistas portugueses estão longe das "empresas e da vida real", descobriu subitamente uma vocação de comediante, oferecendo-nos esta rábula no Parlamento. Receio que uma parte do estilo do ministro se tenha perdido na tradução em linguagem gestual.

4 comentários:

  1. O que quer este senhir dr. ministro??????????????????????????????????????

    Augusto Küttner de Magalhães

    ResponderEliminar
  2. Este foi o "senhor" que, há 12 anos (governo Durão Barroso) disse na RTP 2 que as progressões/promoções na função pública eram como "subir numa escada rolante: entrar para um degrau qualquer e ficar lá parado à espera que a escada suba sozinha", revelando uma profunda má fé por falar do que não conhecia ou por dizer aquilo que queria dizer independentemente da realidade (ou seja, mentir).

    Mais tarde, entrou no governo a prometer que ia baixar o IVA da restauração (incluíndo as cervejas que, já agora vale a pena dizê-lo, são a sua área de negócio...) mas é o que se vê, é preciso dizer mais?!...

    Enfim, no dia de ontem deve ter consumido bastante, mas não me parece que tenha sido cerveja!...

    Dervich

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conhecia essa analogia da escada rolante, mas está muito bem vista.

      Rui Silva

      Eliminar
  3. Alguém tem que colocar um agente da BT à entrada da sala: Se beber, não conduza....os destinos do país

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.