quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Alunos portugueses têm das mais pesadas cargas horárias no 1.º ciclo

Artigo da jornalista Maria João Lopes no Público sobre um estudo que indicia tempo a mais (designadamente Matemática) no 1.º ciclo do básico: 

 A língua materna ocupa uma percentagem menor no currículo dos quatro primeiros anos do que a generalidade dos países.

 Os alunos portugueses têm, actualmente, mais ou menos tempo de aulas do que há uns anos? Esta foi uma das questões que levaram quatro investigadoras a analisar a evolução da carga horária em Portugal. A conclusão é a de que há “uma tendência para uma certa diminuição desde 1989 até ao presente”. Ainda assim, Portugal continua a ser um dos países que têm mais carga horária no 1.º ciclo, diz a investigadora Maria Isabel Festas. Nos primeiros quatro anos, os alunos somam 3744 horas de aulas.

 O estudo, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, chama-se Os tempos na escola – Estudo comparativo da carga horária em Portugal e noutros países e, além de Maria Isabel Festas, as autoras são Ana Maria Seixas, Armanda Matos, Patrícia Fernandes. As investigadoras destacam o facto de que a diminuição da carga horária que se tem registado ao longo dos tempos não ter incidido nos quatro primeiros anos de escolaridade, “período grandemente responsável pelo maior número de horas que Portugal apresenta” relativamente a outros países. As autoras analisaram as cargas horárias semanais, totais e de Português e de Matemática, dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico.

Para tal, debruçaram-se sobre os tempos lectivos legalmente definidos em 1989, 2001, 2002, 2012 e 2013. No 1.º ciclo, em 1989, a carga era de 25 horas semanais. Em 2013 varia entre as 22 horas e 30 minutos e as mesmas 25 horas, o que leva as investigadoras a considerar que o 1.º ciclo foi “o único que manteve o mesmo número de horas ao longo do período analisado, apesar de, a partir de 2013, as escolas terem a possibilidade de reduzir um pouco a carga horária”. Em 1989, do 5.º ao 9.º ano, a carga oscilava entre 30 a 31 horas. Em 2013, entre 22 horas e 30 minutos e 25 horas e 30 minutos…
~
   http://www.publico.pt/sociedade/noticia/tempo-de-aulas-em-portugal-tem-vindo-a-diminuir-1675237 Público, 2014.11.05

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.