segunda-feira, 29 de setembro de 2014

AS PLANTAS TRANSGÉNICAS JÁ CHEGARAM À NOSSA MESA?


Quarta-feira, 1 de Outubro, pelas 18h00, no espaço Rómulo de Carvalho Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra.

As plantas geneticamente modificadas, vulgarmente conhecidas por plantas transgénicas, são um assunto actual e polémico. Juntamente com a energia nuclear, e a clonagem de animais são, talvez, o assunto científico mais discutido pelo cidadão comum, mesmo por aqueles que não percebem nada do assunto.

Obtidas pela primeira vez no início dos anos 80, as plantas transgénicas são cada vez em maior número e as suas características são cada vez mais diversificadas. No último ano (2013), a cultura destas plantas, em termos globais, atingiu perto de 200 milhões de hectares, sendo os Estados Unidos, o Brasil e a Argentina, os principais produtores. Na Europa, existem alguns países onde a cultura de plantas transgénicas é realizada, entre os quais  Portugal. No entanto, devido a uma legislação absurda e irrealista, a cultura de variedades transgénicas em território europeu, quando comparada com a produção global, pode considerar-se residual.

Apesar de a cultura e comercialização de plantas transgénicas ser já considerável, não se registou até hoje nenhum problema de saúde pública ou ambiental com estas plantas, o que mostra como os receios que elas provocam são infundados. No entanto, continuamos a assistir à propagação de mitos relativamente a estas culturas, alimentados por alguma imprensa e organizações ecologistas mais preocupadas na divulgação de pseudociência do que no esclarecimento dos cidadãos.


O objectivo desta palestra é mostrar como são obtidas as plantas geneticamente modificadas, o que as caracteriza e fazer a sua comparação com variedades não transgénicas. 

Jorge Canhoto é professor do Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Esta palestra insere-se no ciclo "A Ciência no Dia-a-Dia" organizado por António Piedade.

6 comentários:

  1. Mitos?
    Pseudociência é o que vossa Exª anda a promover. onde está o espírito crítico e informado?

    Enterovirus D68 (EV-D68) é m vírus misterioso que alastra por toda a América do Norte afectando crianças, especialmente as crianças vacinadas, algumas delas apresentam paralisia em tudo semelhante à da Poliomielite. A verdade é que as vacinas não são mais o que eram, hoje são uma forma de promover a disseminação das doenças que deveriam prevenir ou de introduzir novas entidades transgénicas.

    A ligação entre vacina tríplice (Sarampo, Rubéola, Papeira) e o autismo foi exposta recentemente por denunciante do CDC americano.
    http://www.youtube.com/watch?v=4obxwsjSc30

    De boas intenções está o inferno cheio.

    ResponderEliminar
  2. O próprio processo de introdução da informação genética leva ao descarrilamento do sucesso dos transgénicos, seria bom que o bom senso prevalecesse, é que de alguma ciência esatmos fartos.

    ResponderEliminar
  3. O problema é o seguinte:
    Por mim podem comer os transgénicos que quiserem, eu apenas reinvidico o direito básico a poder escolher, a rotulagem e a produção com e sem transgénicos tem de ser uma realidade.
    Por outro lado, se os transgénicos fossem alguma coisa boa não assistiriamos a tanta resistência da grande Indústria do sector contra a rotulagem.
    No fundo, não há nada a explicar, muitos de nós estamos fartos de ser tomados por parvos.

    ResponderEliminar
  4. Nesta altura dos acontecimentos só os cientificistas podem vir em apoio à indústria biotecnológica, afinal, trata-se de uma crença e já não mais de ciência. Hoje temos mais do que a ciência sob ataque, os cientistas estão sob ataque, só 5% são independentes o resto tem de submeter-se às vontades dos financiadores.
    Scientists under Attack - Genetic Engineering in the magnetic Field of Money TRAILER
    http://www.youtube.com/watch?v=ADNE1B2Rl5Y

    ResponderEliminar
  5. Livros recomendados aos autores deste blogue para evitar estarem a pregar o cientismo, algo que francamente julgo não ser a sua intenção sincera.

    Science for Sale: How the US Government Uses Powerful Corporations and Leading Universities to Support Government Policies, Silence Top Scientists, Jeopardize Our Health, and Protect Corporate Profits - by David L. Lewis PhD
    http://www.amazon.com/Science-Sale-Government-Corporations-Universities/dp/1626360715


    Science for Sale: The Perils, Rewards, and Delusions of Campus Capitalism Hardcover – October 1, 2007 by Daniel S. Greenberg
    http://www.amazon.com/Science-Sale-Rewards-Delusions-Capitalism/dp/0226306259

    Science for Sale: Protect Yourself From Medical Research Deception
    http://www.huffingtonpost.com/dr-mark-hyman/dangerous-spin-doctors-7-_b_747325.html

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.