terça-feira, 22 de julho de 2014

A defesa do sistema de investigação é uma questão de soberania

José Vítor Malheiros, num excelente artigo de opinião, recapitula os erros da FCT e do MEC, Ministério que a tutela, concluindo o óbvio. Para esta FCT e este MEC não existem grandes interesses nacionais. Existem apenas pequenos interesses de grupo. No mundo reduzido que conseguem alcançar, a sua visão não vai além do umbigo. Ler aqui.

3 comentários:

  1. "No mundo reduzido que conseguem alcançar, a sua visão não vai além do umbigo" pois isso é totalmente verdade, só é pena que a visão de Nuno Crato tenha sido apoiada, com base exclusivamente na retórica hábil, por pessoas fundamentais como Marçal Grilo, Medina Carreira, Guilherme Valente e Cavaco Silva. Apoiaram, sim, um cientista sem visão, que falava muito (calou-se ultimamente), fazia muito pouco e agora ainda faz o contrário do que defendia antes. Mas só Carlos Fiolhais e José Vitor Malheiros descobriram isso? Gostaria de saber o que pensam Marçal Grilo, Medina Carreira, Guilherme Valente.

    ResponderEliminar
  2. Qual soberania? Só se for uma soberania europeia.

    ResponderEliminar
  3. Universidade de Coimbra quer transformar matemáticos e físicos em programadores
    http://zap.aeiou.pt/universidade-de-coimbra-quer-transformar-matematicos-e-fisicos-em-programadores-36255

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.