quinta-feira, 24 de abril de 2014

O GABINETE DAS MARAVILHAS

Informação recebida da Torre do Tombo. Esta exposição, realizada em colaboração com as Edições Moleira (que faz facsimiles de obras antigas muito perfeitos... e caríssimos), parece imperdível. Do press release tirei o "Vossa Excelência" antes do Secertário de Estado da Cultura pois já passaram 40 anos depois do 25 de Abril.


"O Arquivo Nacional da Torre do Tombo acolherá entre os próximos dias 29 de Abril a 21 de Junho a exposição “O gabinete das maravilhas: atlas e códices dos melhores arquivos e bibliotecas do mundo”, que reunirá as obras-mestras da cartografia portuguesa da época dos descobrimentos e os tesouros bibliográficos mais relevantes do Património histórico europeu do período compreendido entre os séculos VIII e XVI.

Entre as três dezenas de obras incluídas na exposição, destacam-se especialmente as jóias da cartografia portuguesa e universal: o Atlas Miller, o Atlas Universal de Diogo Homem de 1565, o Atlas Vallard e o Atlas Universal de Fernão Vaz Dourado que felizmente, e ao contrário aos anteriores, mantém-se em Portugal, concretamente no Arquivo Nacional.

O ato de inauguração da exposição terá lugar no dia 29 de abril às 18h na Torre do Tombo, com a conferência “O Atlas Universal de Fernão Vaz Dourado: a aliança entre o conhecimento científico e a arte”, a cargo dos mais conceituados especialistas e académicos portugueses na área da cartografia. Presidirá ao acto o Secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

Tanto a exposição como a conferência são de entrada gratuita. No caso da conferência, devido à lotação ser limitada, é necessário confirmar presença ou enviando um email para berenice@moleiro.es ou por telefone para 0034 932 402 091."

Para mais informações, clique aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.