segunda-feira, 7 de abril de 2014

INACREDITÁVEL RESPOSTA DO DIRECTOR DE INFORMAÇÃO DA RTP SOBRE OCULTISMO NO TELEJORNAL


Da Acta do Conselho de Redacção da RTP de 2 de Abril: 
"CONJUNTO DE REPORTAGENS “ACREDITAR”
O Conselho de Redação questionou o Director de Informação (DI) acerca do conjunto de reportagens transmitidas no Telejornal sob o título “ACREDITAR”, que abordaram estórias vulgarmente designadas como esotéricas, sublinhando a necessidade de existir contraditório em relação às realidades retratadas nas peças. O DI considerou não existirem nem poderem existir  “temas tabu” na RTP e transmitiu ser seu entendimento que as reportagens “ACREDITAR” não careciam de contraditório. O DI reconheceu no entanto, que nalguns casos poderá ter “faltado algum enquadramento” nos pivot’s de lançamento das peças.
A iniciativa do Conselho de Redacção é louvável e mostra que a classe jornalística se importa, e tem que importar, com a qualidade do jornalismo. No dia em que deixar de o fazer, os jornalistas tornar-se-ão dispensáveis. A resposta do Director de Informação é inacreditável. Mais do que necessidade de contraditório, as peças tinham a obrigação de esclarecer os "temas tabu", coisa que não fizeram, antes pelo contrário.

Preocupante também é ausência de resposta do Provedor do Telespectador, às inúmeras queixas que recebeu a propósito deste assunto, nomeadamente à minha.

Francamente não me importa nada que a Direcção de Informação da RTP vá aos fins de semana à noite para a Serra de Sintra esventrar galinhas pretas. Mas que use o meu dinheiro, pago através da minha conta da electricidade, para promover o ocultismo, não posso concordar.

3 comentários:

  1. Calma, o Provedor do Telespectador precisa de tempo, isso é algo bem evidente para quem acompanha os programas emitidos pela RTP e/ou RDP. Nada de histerismos.

    Eu também não poderia apoiar que o cientismo venha a ser badalado com tempo de antena pelas mesmas razões que apontou, seria contra usarem o meu dinheiro, pago através da minha conta da electricidade para irem para a Serra de Sintra esventrar galinhas pretas para descobrirem a Vida em galinhas mortas.

    ResponderEliminar
  2. No seguimento da iniciativa aqui do DE RERUM NATURA, tambem coloquei uma pergunta ao Provedor do Telespectador, que pela resposta, do momento, outra viria mais tarde ou nem por isso..........entendi que iria ficar tudo na mesma. E ponto.

    Temos que a dada altura, entender que vivemos num País, que estas "coisas" como tantas outras "coisas" nunca irão mudar, e por estas e tantas outras a acumular, o País está como está..... E AGORA?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu verdadeiro nome10 de abril de 2014 às 04:37

      "E AGORA?" Continua-se a luta!

      Eliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.