terça-feira, 7 de janeiro de 2014

LIVROS DE JANEIRO NA GRADIVA:


Informação sobre as novidades, com as respectivas imagens das capas no anexo, que a Gradiva publicará durante o mês de Janeiro.

HUBERT REEVES
Onde cresce o Perigo surge também a Salvação

Este livro coloca em paralelo a história do universo e a dos seres humanos. Reeves começa por nos deslumbrar ao contar-nos as improváveis mas fecundas propriedades da matéria, tanto atómica como galáctica, que permitiram que esta se tornasse mais complexa até surgir vida e inteligência na Terra e, talvez, noutros lugares do vasto cosmo. É uma bela história.

Adverte-nos a seguir para os perigos que o nosso planeta enfrenta  perigos que são da nossa responsabilidade. Por exemplo, o destino trágico de tantas espécies, algumas extintas, como os mastodontes e os grandes pinguins, outras ameaçadas, como os chimpanzés e as abelhas. Esta é a história menos bela.

Como conciliar isto, então? Conciliar o que a ciência nos diz sobre o maravilhoso crescimento da organização à escala cósmica com o sério risco de deterioração que a crise ecológica contemporânea representa para o futuro da vida na Terra? A consciência dessa situação de conflito e a vontade de reagir a que estamos a assistir permitirão alimentar a esperança?

«Ciência Aberta», n.º 205, 148 pp., € 12,00


GEORGE STEINER
Linguagem e Silêncio - ensaios sobre a literatura, a linguagem e o inumano

Como considerar o poder e a utilidade da linguagem sabendo-se como foi usada para transmitir as falsidades mais ignominiosas nos regimes totalitários, ou serviu a demagogia repelente nas nossas democracias de consumo de massas? Como irá a linguagem reagir à exigência, cada vez mais premente, de um discurso preciso como a matemática e a notação simbólica? Estaremos a sair de uma era histórica de primazia verbal – a sair do período clássico da expressão escrita – e a entrar numa fase de linguagem decadente, de formas «pós-linguísticas» e talvez mesmo de silêncio parcial? Estas são algumas das questões fulcrais, em cada dia mais gritantes, que Steiner aborda neste livro, na sua prosa elegante e com a sensibilidade, a inteligência, a argúcia, a singularidade que todos lhe reconhecem.

Uma análise extraordinariamente inteligente, brilhante, um desafio à reflexão, sobre as condições estranhas que a escrita moderna criou a si própria [...]. Poucos, muito poucos, escritores actuais têm tanto que valha a pena dizer sobre a produção escrita actual como este autor.

Joseph G. Harrison

«Obras de George Steiner», n.º 10, 616 pp., € 20,00

Os livros estarão disponíveis para venda a partir do dia 23 de Janeiro.

1 comentário:

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.