quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Le Cadre Géographique et l’ Évolution de Lisbonne

Solicitação que nos foi feita pelo leitor José Braga para divulgação de um texto do geógrafo Orlando Ribeiro datado de 1937, o segundo que escreveu numa língua estrangeira, sobre a cidade de Lisboa e traduzido agora para português e publicado na revista brasileira on line «Terra Brasilis».

O texto que se pode ler aqui, é de Geografia urbana (talvez o primeiro texto de Geografia urbana «moderna» sobre Lisboa) tendo valor por isso e por retratar as linhas de crescimento da cidade, pelo que interessará tanto aos geógrafos como ao público em geral.

Nessa ligação encontra-se a introdução que acompanha o texto - Comunicação apresentada à Association de Géographes Français -, publicada sob forma condensada no seu Bulletin (Paris, 1938) e a nova redação do texto destinada ao Congresso Internacional de Geografia (Lisboa, 1949), mas mantida inédita.

A tradução foi elaborada a partir da versão presente em Opúsculos Geográficos, V - Temas Urbanos, (F.C.G., Lisboa, 1994, p. 29-37). As notas datam de 1963. Oferece-se neste mesmo número o texto original em francês.

Nota do Tradutor: Orlando Ribeiro (1911-1997) foi o geógrafo português mais profícuo do século XX. Nasceu e formou-se em Ciências Histórico-Geográficas, em Lisboa. Pouco depois do doutoramento sobre uma montanha portuguesa A Arrábida (1935) foi nomeado Leitor de Português na Sorbonne, e aí foi discípulo de De Martonne e Demangeon, até 1940.

A sua carreira como professor e investigador decorreu na Universidade de Lisboa, entre 1943 e 1981, onde fundou um importante Centro de Estudos Geográficos. A sua obra científica conta mais de 400 títulos, em áreas diversas da Geografia Humana, Física e Regional, e do Pensamento Geográfico.

O texto que agora se apresenta pela primeira vez em português resulta da comunicação «Le Cadre Géographique et l’ Évolution de Lisbonne» apresentada à Association de Géographes Français (Paris, 1938). Uma nova redacção destinada ao XVI Congresso Internacional de Geografia (Lisboa, 1949) ficou inédita, e numa 2.ª edição, em 1994, foi divulgado com notas de 1963. O texto é acompanhado de um mapa da região de Lisboa, transmitindo a posição da cidade, e de um esquema do sítio, para análise das linhas de crescimento da aglomeração.

Orlando Ribeiro aplica o método clássico de estudo em Geografia urbana que aperfeiçoara em França: a análise do «sítio e da posição» da cidade. Descreve as características geográficas de Lisboa: a sua localização e a sua evolução histórica. Recorre aos aspectos físicos enquanto factores explicativos dos fenómenos. Compara Lisboa a Constantinopla e a Roma, enquadra-a na rede urbana nacional, insere-a na família de cidades mediterrâneas e recorda as suas funções de capital de um império ultramarino.

1 comentário:

  1. Revista "Terra Brasilis" creio que deva ter um óptimo conselho editorial.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.