quinta-feira, 31 de outubro de 2013

O GUIÃO DE PORTAS

Lê-se no Guião da Reforma do Estado de Paulo Portas:

“Para que as empresas se possam focar em estratégias de curto prazo e melhoria da sua competitividade e aumento de exportações é indispensável uma base de investigação sólida, original, geradora de novas ideias, orientada para o médio e longo-prazo e, ela
própria, competitiva;”


Bla-bla-bla-bla... A montanha pariu um rato.

 

2 comentários:

  1. Uma parte muito bem escrita é a relativa à cultura. Confesso, contudo, que não entendi afinal qual o desígnio nessa matéria !

    ResponderEliminar
  2. O que era de esperar do antigo director do Independente?????

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.