domingo, 29 de abril de 2012

QUAL É A COR DO FOGO?

Perguntaram-me da revista Visão Júnior:

"Porque é que o lume é azul? Gostava mesmo de saber porque, quando a minha mãe está a cozinhar o fogo é azul, e nas fogueiras é cor-de-laranja!"

















Respondi:

O fogo consiste essencialmente na reacção entre um combustível (lenha ou gás, por exemplo) e um comburente (o oxigénio presente no ar). A cor varia comnforme o processo em causa. Numa lareira a reponsável pela cor são partículas de fuligem (também chamadas "negro de fumo"), que estão incandescentes a uma temperatura de cerca de 1000 graus Celsius e que, por isso, emitem  luz de várias cores, mas que são vistas por nós como cor de laranja. De facto, o máximo da radiação emitida é luz infravermelha, que não vemos com os nossos olhos. Qualquer corpo quente emite luz: O nosso corpo, a cerca de 36 graus Celsius, por exemplo, emite também principalmente luz infravermelha, que é invisível a nossos olhos mas vísível com câmaras de infravermelhos. O Sol tem uma temperatura exterior de cerca de 6000 graus e emite, por isso, principalmente luz de cor amarelada (embora emita também em menor quantidade luz infravermelha). A cor depende da temperatura do corpo emissor: Um corpo mais quente é violeta e um corpo mais frio é vermelho, estando o amarelo no meio. Por outro lado, numa chama de gás de um fogão há uma boa mistura entre o gás combustível o oxigénio de tal modo que já não existem essas partículas de fuligem, mas sim moléculas de compostos de carbono ou seus fragmentos, que são excitados, isto é, passam a estados de energia maior, e que largam luz logo que essa excitação passe: um fenómeno quântico semelhante ocorre numa luz laser, com a diferença que em vez de uma cor característica como no laser, num bico de gás existem várias moléculas que emitem luz com vários tons de azul (dizemos que há uma "emissão de banda" em azul).

 Resumidamente, numa fogueira há partículas maiores do que num bico de gás e o processo de emissão de luz é também diferente: as partículas na fogueira emitem luz pelo simples facto de serem quentes e as moléculas, muito mais pequenas, num bico de gás emitem luz porque são excitadas e adquirem energia que depois têm de perder. O processo, num caso ou noutro, é complicado e a resposta pode ser mais complicada do que a que aqui é dada. Uma chama é muito simples de fazer, mas muito complicada de explicar.

Carlos Fiolhais

1 comentário:

  1. O pico do espectro solar é no verde!
    Ver por exemplo: http://telescoper.wordpress.com/2011/03/11/whys-the-sun-not-green/

    O sol parece-nos branco (e não amarelo, como se pode confirmar facilmente fazendo projectar luz solar numa folha branca) porque não percepcionamos as cores uniformemente: sumariando, temos menos sensibilidade ao verde do que ao azul e ao vermelho; o efeito combinado é percepcionado como branco. Ver por exemplo: http://www.spitzer.caltech.edu/video-audio/150-ask2008-002-Why-Aren-t-There-Any-Green-Stars-

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.