sábado, 20 de agosto de 2011

Os impostos não se pagam em roupa


Estamos na chamada silly season, quando os jornais publicam inquéritos de Verão. Respondi ao do Correio da Manhã intitulado "Freud na Praia" (saiu no dia 1 de Agosto):

1- Descobre que o nadador-salvador da sua praia tirou o diploma ao domingo. Continua a confiar nele?

Sim. As praias estão abertas ao domingo e poderá haver exames nesse dia. Já se fosse diploma de engenheiro-salvador desconfiava...

2- Paulo Futre está numa esplanada ‘concentradíssimo’ com um chinês. O que lhe diz?

Se ele já encontrou o chinês de que andava à procura, pergunto-lhe se ele não quer um sócio para o negócio da China.

3- Está com uma t-shirt que diz ‘Troika-Troika só à Noite’, quando se cruza com Passos Coelho. Oferece-lha?

Não. Pelo menos por enquanto os impostos são pagos em cheque ou numerário e não em peças de roupa!

4- Irina Shayk pede-lhe para por creme nas costas. Cristiano Ronaldo está dentro de água com dois seguranças. O que faz?

Não. Creme? Seguranças? Os seguranças devem lá estar para apanhar o creminoso. Dizem que o creminoso volta sempre ao local do creme...

5- Jorge Mendes elogia os dotes futebolísticos do seu filho (sobrinho) de dez anos e oferece-lhe um contrato nos infantis do Real Madrid. Aceita?

Não. Sou contra a exploração do pé-de-obra infantil.

3 comentários:

  1. Meu Caro Carlos Fiolhais
    Simplesmente hilariante. As suas respostas, claro.
    Então a do lugar do creme...

    ResponderEliminar
  2. «Dizem que o creminoso volta sempre ao local do creme...» Simplesmente genial!

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.