segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Uma semana de Sophia

Na semana que passou, no dia 23 de Janeiro, o programa Câmara Clara, da RTP 2, foi inteiramente dedicado a Sophia de Mello Breyner Andresen. A conversa que Paula Moura Pinheiro e Maria Andresen de Sousa Tavares, filha da peotisa, tiveram pode ser vista aqui.
No dia 26, o espólio de Sophia chegou, por doação familiar, à Biblioteca Nacional de Portugal (aqui), onde se inaugurou uma extensa exposição biográfica (aqui).
.
Nos dias 27 e 28, a Fundação Calouste Gulbenkian, em colaboração com o Centro Nacional de Cultura, dedicou-lhe um alargado congresso internacional, tendo sido, nesse contexto, apresentado o número 176 da revista Colóquio/Letras, quase todo sobre a sua vida e obra. Belíssimo!
.
Obrigada, muito obrigada, a todos aqueles que, pelo seu interesse e dedicação, trabalham para manter vivos os nossos poetas. E conseguem-no.


3 comentários:

  1. Em conta tendo o seu nível
    e sua aristocracia,
    a esfíngica Sophia
    é deveras intangível,
    não devendo aproveitar-se
    do seu nome quem pretenda,
    a modos de uma prebenda,
    à sua obra associar-se!

    JCN

    ResponderEliminar
  2. Nos domínios da Poesia,
    pôr o nome de Sophia
    com Alegre par a par
    em nada a beneficia,
    no meu jeito de pensar!

    JCN

    ResponderEliminar
  3. Devido à sua cultura
    de invulgar categoria,
    Sophia tinha à partida
    uma mental estatura
    raras vezes atingida
    na nossa literatura!

    JCN

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.