quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Regressar ao Livro


Depoimento de João Gouveia Monteiro, director da Imprensa da Universidade de Coimbra, prestado à Newsletter daquela Universidade sobre as mais recentes actividades daquela editora:

A Imprensa da Universidade de Coimbra (IUC) tem estado a promover uma série de iniciativas com diversos parceiros dentro da Universidade de Coimbra (Associação Académica, Biblioteca Geral - BGUC, Arquivo, Centro de Literatura Portuguesa da Faculdade de Letras, Teatro Gil Vicente, Secção de Comunicação do Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação da Faculdade de Letras, etc.) cujo objectivo prioritário é trazer os jovens (e os menos jovens!) de volta à leitura convencional! Assim, após uma Feira do Livro Universitário nos Jardins da Associação Académica e um Colóquio muito participado que teve lugar em Novembro (sobre “O livro e a leitura entre os Jovens”) a IUC decidiu promover um concurso intitulado “10 Paixões em forma de Romance”. Até 31 de Março, cada docente, estudante e funcionário da UC pode eleger os três romances escritos em língua portuguesa que mais gostou de ler ao longo da sua vida. Podem ser considerados romances de todas as épocas, escritos por autores de Portugal, do Brasil ou da África de expressão portuguesa. O link directo para aceder a esta votação é este. Em princípios de Abril, a IUC e os seu parceiros neste projecto (Biblioteca Geral e Centro de Literatura Portuguesa da Faculdade de Letras) vãoapurar quais as 30 obras mais votadas (até agora, “Os Maias”, de Eça de Queiroz, e “Memorial do Convento”, de José Saramago, encabeçam a votação, mas muitas dezenas de obras foram já votadas por perto de duas centenas de pessoas). Depois disso, um júri composto por escritores, professores e críticos literários seleccionará, de entre essas 30, uma shortlist de 10 obras. Estarão então encontrados os “10 mais” da história da literatura de língua portuguesa, que servirão de pretexto para tertúlias e conferências diversas e para uma exposição na BGUC, ao longo do ano lectivo de 2010-2011.

Por outro lado, visando levar mais longe a história da IUC e participar nas comemorações do centenário da Republica portuguesa, estamos a preparar (com a Secção de Comunicação do Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação da FLUC e com o TAGV) uma exposição itinerante intitulada “Estórias Republicadas”. Trata-se aqui de evocar a história da Imprensa da UC desde as suas origens (1772/73, com o Marquês de Pombal) até aos dias de hoje. Por aqui desfilarão momentos como a reforma pombalina da UC, as Invasões Francesas e a resistência do Batalhão Académico, o aparecimento da imprensa periódica em Coimbra (com o jornal “Minerva Lusitana”), as lutas liberais, a Lei das Rolhas, a implantação da República, o Estado Novo e a extinção da IUC, etc. Esta exposição, composta por cerca de duas dezenas e meia de painéis com pouco texto e muita imagem, acompanhados por um CD-Rom que permitirá grande actividade com o público e que ajudará a explorar diversos temas relacionados com os núcleos citados, circulará a partir de Abril por 25 bibliotecas municipais e escolares e por muitas escolas do ensino básico e secundário da Região Centro de Portugal. Mas, mais tarde, em 2010-2011, a sua itinerância levá-la-á ainda mais longe, a Portugal inteiro e, se possível, ao Brasil e a Angola.

Em 15 e 16 de Abril, a IUC organizará também, na sua sede na Rua da Ilha e na Fundação Cultural Universidade de Coimbra (FCUC: Palácio Sacadura Botte, à Sé Velha), um Colóquio sobre Gestão Editorial e Marketing do Livro, uma iniciativa nunca antes realizada em Coimbra. Trata-se, no primeiro dia, de reunir os melhores editores portugueses, de escutar o balanço e os segredos das suas experiências de sucesso e de discutir com eles temas tão actuais quanto a divulgação do livro, a era do digital, a distribuição ou o próprio futuro do livro!... No segundo dia, na FCUC, o evento funcionará em regime de workshop sobre Mercado Editorial Português e Estratégias de Valorização do Livro, com o apoio dos Booktailors. A iniciativa reúne a IUC ao Mestrado em Estudos Editoriais da Universidade de Aveiro e à Associação Portuguesa de Editoras do Ensino Superior. As inscrições poderão ser feitas através deste sítio.

Na segunda quinzena de Abril, a IUC também estará presente na Feira do Livro de Coimbra. Aí poderemos exibir as nossas novidades editoriais (temos já mais de 200 títulos em Catálogo e estamos a publicar cerca de um livro por semana), arrumadas em 3 séries (Investigação, Ensino e Documentos) e em 14 colecções temáticas. Destas, destacamos a nova colecção “Estado da Arte”, virada para o grande público: livros de bolso versando temas de interesse geral abordados por especialistas reputados com capacidade para escrever de forma didáctica (e quase sem notas e bibliografia!). Depois de “A Crise Financeira Internacional” (João Sousa Andrade et alii) e de “Músicas do Mundo”, de José Eduardo Braga (os últimos títulos a serem editados, em finais de 2009), esta colecção prosseguirá com pequenos livros sobre a aventura da hominização (Eugénia Cunha), sobre violência doméstica (Teresa Magalhães), sobre empreendedorismo (Pedro Saraiva e Jorge Figueira), sobre infertilidade (Teresa Almeida Santos), sobre o envelhecimento (Margarida Pedroso de Lima), sobre a ciência em Portugal (Carlos Fiolhais e Décio Martins), sobre a pintura ocidental (Fernando Montesino), sobre o diálogo inter-religioso (Anselmo Borges), sobre a música erudita ocidental (J. M. Pedrosa Cardoso) e sobre muitos outros temas que oportunamente confirmaremos. Por menos de 8 euros por livrinho, poderemos todos formar uma colecção excelente, diversificada e muito actualizada!

De modo a apoiar o mais possível os seus autores, a IUC acaba de decidir oferecer-lhes um desconto de 45% na aquisição de qualquer título do nosso Catálogo (desde que a aquisição se faça através de cheque, na nossa sede da Rua da Ilha, n.º 1, bem juntinho à Sé Velha). Além disso, 2010 será o ano da 1.ª edição do Prémio Joaquim de Carvalho, que visa distinguir a melhor obra editada pela IUC no ano anterior. O vencedor deste Prémio (no valor de 3000 euros e que contará com um mecenas: Sr. Carlos Dias), será anunciado em finais de Março, no termo dos trabalhos de um júri rotativo nomeado pelo Conselho Editorial da IUC e que reúne em 2010 os Doutores Alexandre Sá (Letras), Manuel Godinho (Ciências e Tecnologia), Fernando Ramos (Farmácia), Joaquim Feio (Economia) e Salomé Marivoet (Desporto e Educação Física). O galardão será entregue em cerimónia a anunciar oportunamente, durante o 1.º semestre de 2010.

2010 será também um ano importante para a expansão das livrarias da IUC. Juntamente com o nosso parceiro comercial (a Coimbra Editora, que assegura também a distribuição das nossas obras em todo o país) abriremos duas novas livrarias: uma no Pólo 2, no edifício central da Faculdade de Ciências e Tecnologia (mesmo ao lado do balcão do Banco Santander que já lá está instalado) e no Pólo 3 (no edifício da Biblioteca de Ciências da Saúde). Esperamos poder fazer chegar as nossas novidades editoriais cada vez mais longe, cobrindo o melhor possível toda a comunidade universitária. A IUC deseja ser a Casa-editora de toda a UC e também por isso aposta na diversificação das áreas científicas cobertas pelas suas edições. Entretanto, animaremos também a nossa livraria virtual, em fase de grande expansão e à qual todos podem aceder através deste sítio .

Por fim, já podemos também divulgar a realização, em Novembro de 2010, em dia a anunciar, de um importante Colóquio sobre “As três Religiões do Livro”. Queremos discutir em profundidade e em conjunto as premissas e a viabilidade de um verdadeiro diálogo entre culturas religiosas que têm uma matriz comum (as três religiões abraâmicas: Judaísmo, Cristianismo e Islão) mas tantas diferenças cultuais e entendimentos e propostas aparentemente tão distintas para o futuro da Humanidade. Estimamos poder contar com presenças muito relevantes nesta iniciativa, que decerto irá animar na próxima rentrée a comunidade universitária e a própria cidade de Coimbra!

João Gouveia Monteiro
Director da Imprensa da Universidade de Coimbra

1 comentário:

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.