THE PORTUGUESE RECTORS ON THE EUROPEAN SCIENCE FOUNDATION EVALUATION

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ciência para Meninos em Poemas Pequeninos


Três poemas do livro "Ciência para Meninos em Poemas Pequeninos", de Regina Gouveia (com ilustrações de Nuno Gouveia), que acaba de sair na editora Ana Paula Faria (colecção "Ciência e Poesia de Mãos Dadas"):

SOL DE INVERNO

O sol estava tão cansado
e viu mesmo ali ao lado,
uma nuvem tão branquinha.

Como foi que apareceu
esta almofada tão fofinha?
Vou dormir uma soneca.

Um pastor olhou para o céu.
Onde é que o sol se meteu?
Preciso do calor seu,
já não me basta a jaleca.

ARCO-ÍRIS

Era uma vez um dia de Abril,
um dia de chuva, com o sol a espreitar
e no céu, a brilhar, um arco de cores.
Uma era vermelha, outra alaranjada,
havia uma verde, uma amarelada,
uma violeta, uma era azulada
e uma outra anil.
Que arco tão lindo brilhava no céu!
O nome arco-íris não sei quem lho deu.

AVESTRUZ

A avestruz tentou voar mas,
catrapuz, caiu no chão.
Deu um grande trambolhão.

Pôs-se logo a cogitar:
Não nasci para voar.
E foi então, ligeirinha,
dar mais uma corridinha.

O blogue da autora é aqui.

10 comentários:

  1. José Batista da Ascenção6 de janeiro de 2010 às 19:06

    O Sol

    O Sol é claridade
    O Sol é esplendor
    Como a amizade
    E mais ainda o amor

    O Sol é uma estrela
    Amarela e brilhante
    Como gente bela
    De energia cintilante

    Do Sol depende a Vida
    E nas próprias pessoas
    Há beleza acrescida
    Se fazem coisas boas

    Estas ideias, reparai
    Como são verdadeiras
    Foi ao colo do meu pai
    Que as vi nascer inteiras

    Escrito por um pai babado, que falava do Sol e da Vida ao petiz que queria ajuda para uns tpc de Ciências do primeiro ciclo, na tarde do dis dois de Fevereiro de 2003.

    ResponderEliminar
  2. Que linda maneira esta
    de ensinar as criancinhas
    como se fosse uma festa
    de ratões e carochinhas!

    JCN

    ResponderEliminar
  3. A brincar também se ensina,
    também se educa a brincar,
    seja menino ou menina
    a criança a informar.

    JCN

    ResponderEliminar
  4. A maneira mais selecta
    de educar uma criança
    é mostrar-lhe em linha recta
    o caminho da esperança!

    JCN

    ResponderEliminar
  5. Se a criança em nós não vê
    a prova do que ensinamos,
    não se convence nem crê
    nas coisas de que falamos.

    JCN

    ResponderEliminar
  6. Se a vida do professor
    não for a prova provada
    do que ensina, é de supor
    que esteja a sopa entornada.

    JCN

    ResponderEliminar
  7. O primeiro manual
    que usar deve o professor
    é seu modo pessoal
    de ante os alunos se impor.

    JCN

    ResponderEliminar
  8. Se não houver coerência
    entre a vida e a cultura,
    de pouco vale a ciência
    da mais sábia criatura!

    JCN

    ResponderEliminar
  9. Importante é o saber,
    que não é sabedoria:
    aquele tem-no qualquer,
    esta requer outra via.

    JCN

    ResponderEliminar
  10. A LUA

    A Lua é como candeia
    que a nossa Terra alumeia
    em noites de lua-cheia.

    JCN

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.