terça-feira, 22 de setembro de 2009

Mais desafios à Sociedade Portuguesa de Astronomia

Informação chegada à caixa de correio do De Rerum Natura

O desafio colocado à Sociedade Portuguesa de Astronomia (SPA) é agora maior do que nunca. A sociedade, que organiza o Ano Internacional da Astronomia (AIA 2009) em Portugal e patrocina o evento a nível mundial, tem pela frente uma prova difícil: manter Portugal no topo da lista dos países mais activos do mundo nas comemorações decretadas pelas Nações Unidas.

O lançamento de spots na RTP com nomes maiores da televisão, da representação, do humor e da música é um dos eventos que marcam a rentrée das comemorações do Ano Internacional da Astronomia em Portugal. Em apenas um minuto, várias caras conhecidas de todos nós serão desafiadas a explicar temas aparentemente tão complexos como o Big Bang, a morte do Sol, a matéria negra ou os planetas extra-solares.

Depois de, em Agosto, no Festival dos Oceanos, 8978 pessoas de 31 nacionalidades terem espreitado o céu pelos telescópios do Parque, a SPA pretende sensibilizar ainda mais pessoas para os segredos e para a beleza do Universo. O objectivo, explica o presidente da SPA, Miguel Avillez, é continuar a fazer de Portugal um dos países mais dinâmicos do mundo no Ano Internacional da Astronomia. O balanço é até agora muito positivo. "A Sociedade Portuguesa de Astronomia tem feito um enorme esforço para inscrever a Astronomia nas agendas nacional e internacional. E todo esse sucesso deve-se também ao empenho de todos aqueles que, por todo o país, têm colaborado connosco no sentido de colocar Portugal entre os mais empreendedores neste
Ano Internacional da Astronomia", sublinha Miguel Avillez.

O empenho de Portugal tem sido assinalável, sublinha a organização do AIA em Portugal. Ao evento já se associaram 366 instituições, 199 das quais escolas, num total de 1500 actividades em agenda por mais de 300 localidades de todo o país. A rentrée do AIA promete agora envolver ainda mais entidades.

Assim, entre os dias 22 e 24 de Outubro, Portugal vai juntar-se à segunda acção de divulgação em grande escala do AIA2009, depois das '100 Horas de Astronomia': as 'Noites de Galileu'.

Durante três dias, vão decorrer por todo o país maratonas de observação do céu. Se, nas 100 Horas, os olhos estiveram postos em Saturno, agora a grande 'estrela' é Júpiter, o planeta que foi o principal objecto de estudo do célebre astrónomo Galileu Galilei.

"As Noites de Galileu surgiram do estrondoso sucesso que foram as 100 Horas de Astronomia. Embora seja quase impossível calcular com exactidão, estima-se que entre 1 e 2 milhões de pessoas a nível mundial terão espreitados através dos telescópios do AIA", explica Ricardo Reis, coordenador nacional das 'Noites de Galileu'.

O objectivo da iniciativa, que incluirá também um concurso de astrofotografia, é levar o Universo ao grande público. Como nas 100 Horas de Astronomia, o convite é estendido a todos os astrónomos, amadores ou profissionais. "Pedimos a todos os astrónomos que disponibilizem os seus meios de observação para mostrar Júpiter e os seus satélites, a Lua e tudo mais que queiram mostrar a qualquer pessoa disposta a "encostar o olho" nas oculares dos telescópios", apela Ricardo Reis.Para mais informações, os interessados poderão consultar o
site oficial das "Noites de Galileu", onde as entidades associadas deverão registar todas as actividades que se propõem desenvolver durante os três dias da iniciativa. As "Noites" estão também no twitter: twitter.com/GalileanNights.

A rentrée do AIA2009 em Portugal conta ainda com um novo desafio para os jovens amantes da Arte: a "Astronomia Artística".

Neste concurso, os alunos de todas as escolas portuguesas, do Básico ao Secundário, são convidados a recriar temas astronómicos nas mais diversas formas artísticas, desde as artes plásticas ao multimédia, passando pela poesia, pelo conto e pela música.

Individualmente ou em grupo (máximo: 3 elementos), os jovens 'artistas' poderão apresentar os seus trabalhos já durante o mês de Setembro e até ao dia 31 de Janeiro de 2010. Estas obras serão depois expostas no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa.

Para se inscreverem ou obterem mais informações, os interessados poderão consultar o
site da "Astronomia Artística"

O AIA 2009 é organizado em Portugal pela Sociedade Portuguesa de Astronomia, com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

1 comentário:

  1. "tem pela frente uma prova difícil: manter Portugal no topo da lista dos países mais activos do mundo nas comemorações decretadas pelas Nações Unidas."

    Mas alguem se deve preocupar com isto?

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.