sábado, 13 de setembro de 2008

UMA CANDIDATA CRIACIONISTA


A questão do criacionismo, que aqui tem sido muito discutida, está bem longe de estar morta e enterrada. Acaba mesmo de entrar na campanha presidencial dos Estados Unidos. Acontece que a candidata do Partido Republicano à vice-presidência americana, Sarah Palin, na sua campanha para o governo do Alaska, defendeu que o criacionismo devia ser ensinado nas escolas em paralelo com a teoria da evolução. Uma das vantagens da Internet é que toda a informação fica facilmente acessível a todos. Um jornal de Anchorage, o "Anchorage Daily News", deu em 27 de Outubro de 2006 a notícia, que pode ser lida aqui . Se ela ganha é provável que cresçam as ideias criacionistas não só nos Estados Unidos como no mundo...

3 comentários:

  1. É um logro a ideia de que Palin é criacionista. Um reforço disso mesmo está aqui:
    http://www.ft.com/cms/s/0/71e3e552-7b59-11dd-b839-000077b07658.html
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Esse texto está extremamente mau. Não refere que o reforço do ID no lugar do criacionismo puro e duro surge apenas porque este não tem a menor hipótese de passar e não refere o simples facto de a religião em maior crescimento em todo o mundo, incluindo nos EUA, o pentecostalismo, é ferozmente criacionista e proselitista.

    O senhor que escreve esse artigo não deve sair lá muito do seu gabinete do FT. Infelizmente.

    ResponderEliminar
  3. Triste, muito triste. E por que não ensinar, em paralelo com o criacionismo e o evolucionismo, que a Terra afinal está apoiada nas costas de uma tartaruga?

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.