quinta-feira, 27 de setembro de 2007

HÁ PÉROLAS NO QUIOSQUE


Já há muito tempo que não falava da revista "Oculta" e do seu director, o inefável Mestre Alves. Mas voltou a aparecer no quiosque. Desta vez, as histórias de capa são a previsão que fez sobre Madeleine McCann, os ataques que lança à credibilidade dos bruxos seus colegas e as previsões que efectuou sobre as vitórias do Futebol Clube do Porto.

Quanto a Madeleine, Mestre Alves deslocou-se propositadamente à Aldeia da Luz para deslindar o enigma. Há tanta gente a mandar palpites na comunicação social sobre o caso que não faria sentido que um bruxo profissional não entrasse nessa disparatada competição. O barulho é tanto que o Mestre tem, porém, dificuldade em fazer-se ouvir. Quanto aos bruxos seus colegas, ele está verdadeiramente indignado e não se contenta com menos do que arrasá-los. Se não o soubéssemos já, ficamos a saber que são todos uns impostores. Finalmente, quanto às vitórias do Porto, ficamos a saber que a vitória do início do campeonato contra o Sporting se deveu a "trabalhos" do Mestre. Se é assim, falta explicar por que é que ele, no jogo recente do Porto contra o Fátima, ficou a descansar...

PS a 29/9/2007) O Mestre previu há bastante tempo a vitória de Luís Filipe Menezes no PSD. Será que também aqui fez "trabalhos"?

12 comentários:

  1. Já agora! Tenho de dar um grande presente, mas mesmo muito grande, ao mestre que impede o Benfica de ganhar campeonatos!!!
    E era uma boa sugestão que a TV, em vez de mostrar os jogos de futebol, exibissem os jogos dos mestres a ver quem ganha. E ficávamos na mesma......
    Abraço
    Rolando Almeida

    ResponderEliminar
  2. Um professor universitário que perde tempo com estas revistecas de merda está ao nível dos guardas da GNR que lêem a Maria.
    Está muito bem o ensino neste país!

    ResponderEliminar
  3. Então tomem nota desta:

    Um indivíduo escreve a 16 administrações de empresas assegurando-lhes que é capaz de prever a evolução bolsista das respectivas cotações:

    A 8 diz que vão baixar, e às outras 8 diz que vão subir.
    Deve acertar em metade.

    Na semana seguinte, escreve apenas às 8 em que acertou:
    A 4 diz que vão baixar, e às outras 4 diz que vão subir.
    Deve acertar em metade.

    Na semana seguinte, escreve apenas às 4 em que acertou:
    A 2 diz que vão baixar, e às outras 2 diz que vão subir.
    Deve acertar em metade.

    Na semana seguinte, escreve apenas às 2 em que acertou:
    A uma diz que vão baixar, e à outra diz que vão subir.
    Deve acertar numa.

    Aqui chegado, o indivíduo pode esperar uma contratação milionária para trabalhar como consultor financeiro na empresa cuja evolução bolsista soube prever durante 4 semanas seguidas.

    Se o universo de partida foi maior, as probabilidades de sucesso sobem...

    ResponderEliminar
  4. Sim, e depois? O Carlos Medina não deu conta da existência de um ramo da matemática intitulado "teoria de jogos". Se é este tipo de vulgaridades, então de dedique-se apenas ao coleccionismo de tiradas seculares de humor.

    ResponderEliminar
  5. Há um maneira infalível de não errar nas previsões (não, não estou a falar daquele jogador de futebol que dizia: "Previsões só no fim do jogo").

    É tão simples como isto. Conta-se que um obstetra (antes do aparecimento das ecografias)gabava-se de nunca se enganar no sexo das crianças. À futura mamã dizia que iria nascer um rapaz. Mas na ficha da cliente escrevia menina.

    Se porventura tivesse nascido uma rapariga, ao ser procurado pela mãe que lhe dizia haver-se enganado, dizia: "Impossível, minha Senhora,deixe-me ver na sua ficha. Aqui está, dela consta estar grávida de uma menina!"

    ResponderEliminar
  6. Diz Francisco Alves:

    «Se é este tipo de vulgaridades, então de dedique-se apenas ao coleccionismo de tiradas seculares de humor».

    Finíssima tirada, esta!

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que concorda.

    ResponderEliminar
  8. (sem acentos)
    Sobre 2 comentarios deste blog:
    1) As ilaçoes do Mariano sao pouco melhores que as de uma criança de 5 anos. Entao um professor universitario ja nao pode olhar/reparar no que se passa na sociedade, nem opinar sobre nao-ciencia?

    2) Em relaçao ao Francisco tou a ver a imagem do pseudo-intelectual que aprende conceitos na wikipedia, e que depois os "despacha" fora do contexto para mostrar a inteligencia que nao tem.

    Estes dois seres sao concerteza cientistas Portugueses, e muito me pena o estado das insituiçoes cientificas em Portugal.

    Ps:. Carlos, a ironia nao funciona com estas pessoas.

    ResponderEliminar
  9. Olhe que pode ver essas previsões em imagens, no youtube.
    Como qualquer kitsh, são uns minutos de grande gargalhada a não perder.

    http://www.youtube.com/watch?v=aZ2xE0fP1qQ
    http://www.youtube.com/watch?v=4cXTY4oRcLI
    http://www.youtube.com/watch?v=biCyu-0oUEI

    ResponderEliminar
  10. hehehehehe isto porque não se preparam devidamente segundo a http://foziberastrobilas.no.sapo.pt Porém, poderão estar certos de que já não há bruxos como antigamente hahahahahaha

    ResponderEliminar
  11. Ó Carlos Fiolhais, mas é óbvio: nenhum bruxo tem mais poder que a Senhora de Fátima.

    ResponderEliminar
  12. Ó meu caro Rolando, essa nem parece sua! Quem impede o Benfica de ganhar campeonatos são os seus próprios jogadores. (Temos contas a ajustar amanhã. Já o considero como amigo, destas andanças, mas amanhã um de nós terá de ficar menos contente do que o outro.) A união há-de voltar quando enfrentarmos os azuis e brancos. E espero que o guarda-redes não pegue numa bola cortada por um defesa. Ou que o árbitro seja
    outro.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.