sexta-feira, 25 de maio de 2007

Vale a pena ler

Título: Defending Science — Within Reason: Between Scientism and Cynicism
Autora: Susan Haack
Editor: Prometheus Books, 2003, 411 pp.

Haverá algo de comum à física, biologia e química, que a distinga da matemática, da história ou da filosofia? O partidário do cientismo declara que há algo de especial, sendo estas ciências as únicas verdadeiramente "científicas" — o resto é colecção de selos. Os pós-modernistas concordam, mas acham que o que realmente importa são as colecções de selos — ou seja, a ciência comprometida socialmente, a ciência como ideologia, a ciência como distorção dos factos para melhor servir ideais políticos. Entre os dois extremos, levantam-se vozes de sensatez, que defendem a racionalidade da ciência, mas uma versão alargada da racionalidade. É o caso de Susan Haack, uma das mais prestigiadas filósofas da lógica e epistemólogas contemporâneas. Este livro mereceu já os elogios de Jacques Barzun (autor de Da Alvorada à Decadência, Gradiva) e de Gerald Holton (autor de A Cultura Científica e os seus Inimigos, Gradiva), declarando-se Steven Weinberg, tantas vezes também ele muito próximo do cientismo serôdio, um leitor fiel de Haack.

7 comentários:

  1. Porque esta obcesao com as tais ciencias exactas? Os cientistas exactos nao metem o nariz nas "inexactas", porque e' que tem que gramar com a "cambada" toda a morder-lhes (tentar!) as canelas?!
    Sr Desiderio, porque e' que nao tenta tirar um curso de fisica (nao e' assim tao dificil, ha dezenas de milhares de pessoas em portugal que tem um, e ate nem e' preciso ser um Einstein para o fazer!) e poder assim acabar com os seus complexos de inferioridade e passar a poder mandar uns bitaites mais bem mandados e certificados?
    Veja la se faz isso, fazia-lhe bem! Mesmo que nao tenha muito tempo, va fazendo umas cadeiritas, e leve isso como um bom upgrade profissional.
    A matematica era muito dificil quando andava no liceu? Acha que nao vai conseguir? Deixe la, tente outra vez, desta vez vai ser melhor.
    O maior sucesso para si!

    Nao leve a mal os meus bitaites, eu gosto bastante do blog, boa continuacao e bons posts!
    luis

    ResponderEliminar
  2. Este comentário do autor "luis" é uma falácia ad hominem (ou várias). Se fosse eu nem lhe respondia.

    Sem tentar incorrer no mesmo erro, há que perguntar por que razão não se estuda, pelo menos, lógica elementar, filosofia da ciência e talvez mesmo ciência, optando-se pelos lugares comuns?
    Artur

    ResponderEliminar
  3. Eu nem sei o que e' uma falacia! Nem me apetece ir ao dicionario. Acho que fui um bocado estupido, quem sou eu para dizer ao Sr. Desiderio o que ele tem que estudar, ou que ele tem complexos de nao sei que.
    Pareceu-me e falei demais!
    luis

    ResponderEliminar
  4. Caro Desidério Murcho,
    Desde já, parabéns pelo blog que, no geral, é bastante bom e me tem proporcionado uma grande aquisição de conhecimentos. Quanto a a este post, apenas tenho a dizer que a ciência, no sentido lato, deve ser regida sempre de acordo com os padrões da racionalidade... Se esta falta, falta tudo! Por isso é que, quando se fala em Filosofia, História, normalmente existe um certo preconceito... Estas áreas são muito dependentes e feitas com base no ser humano, naquilo que a sociedade compreende... Concordo quando dizem que a química, a física e a Biologia são as verdadeiras ciências exactas. Nestas tanto faz dar opinião como não... as coisas são assim e pronto! É claro que existem muitas falácias, muitos equívocos, muitas verdades absolutas que na realidade não o são. Mas para isso é q cá estamos, para continuar a procurar a verdadeiras essencia das coisas, os pequenos (grandes) mistérios que fazem com que se continue a fazer investigação. E quando estes mistérios forem resolvidos, outros surgirão... Desculpem-me esta visão tão "científica" das coisas, mas sou uma acérrima defensora da racionalidade (que, cá para mim, é aquilo que unifica as ciências ditas exactas).

    A.M.

    ResponderEliminar
  5. Quem disse: " As ciências exactas são as que lidam com o conceito de aproximação", isto é, as "exactas" são, precisamente, as que reconhecem não ser exactas ?
    Quem disse: "Todo o progresso da humanidade está baseado unicamente, na matemática, física e química." ?
    Quem disse: "As ciências dividem-se em Física e em taxonomia" ?
    Um futeboleno a quem acertar nas respostas.

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. A ciência deve prosseguir a verdade e o conhecimento, pondo de lado a ideologia naturalista, em vez de prosseguir o naturalismo, pondo de lado a verdade e o conhecimento.

    ResponderEliminar

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.